Governo bloqueia R$ 142,6 bi em despesas de anos anteriores

Apesar do montante elevado, o impacto da medida, adotada por meio de decreto, tende a ser modesto no ajuste das contas públicas promovido neste ano

iG Minas Gerais | Folhapress |

O governo promoveu na quarta-feira (25) um bloqueio temporário de R$ 142,6 bilhões em despesas remanescentes de anos anteriores. Se os gastos não forem iniciados até o final de junho, poderão ser cancelados em definitivo.

Apesar do montante elevado, o impacto da medida, adotada por meio de decreto, tende a ser modesto no ajuste das contas públicas promovido neste ano.

A administração federal acumula um grande volume de despesas pendentes de Orçamentos passados -eram R$ 227 bilhões ao final de 2014. Boa parte desses gastos nunca sai mesmo do papel.

Desde 2011, vinha sendo adotado o procedimento de cancelar ações cujos desembolsos não haviam sido iniciados após dois anos e meio.

A novidade agora é que também estão sujeitas ao cancelamento ações previstas no Orçamento do ano passado.

Foram preservados, porém, recursos destinados à saúde, à educação e ao atendimento e ao atendimento de emendas parlamentares individuais (os gastos propostos por deputados e senadores).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave