Sem clube, Gilberto Silva volta a entrar na justiça contra o Atlético

Dentre as reivindicações, jogador cobra salários e seguro do período em que ficou afastado por causa de uma lesão, além de premiação atrasada da Libertadores e hora extra

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Totalmente identificado com o Atlético, Gilberto Silva beija a taça de campeão da Libertadores
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Totalmente identificado com o Atlético, Gilberto Silva beija a taça de campeão da Libertadores

Não bastasse a fase ruim que o Atlético vive dentro de campo, após sofrer a terceira derrota seguida nessa quarta-feira, diante do Atlas-MEX, pela Libertadores, o clube ganhou um problema fora dos gramados. O pentacampeão Gilberto Silva entrou na justiça contra o Galo e cobra direitos trabalhistas devidos pela instituição.

Gilberto Silva passou pelo Atlético em 2013 e ajudou o time a conquistar a Copa Libertadores e o Campeonato Mineiro. No ano passado, o jogador viveu a expectativa de renovar o vínculo com o Galo, o que não se concretizou. Atualmente, ele está sem clube.

Em contato com a reportagem do Super FC, o advogado do atleta, Fábio Cruz, explicou a situação:

"O objetivo principal para o Gilberto Silva ter movido a ação é estar incapacitado de atuar, por causa de uma lesão que ele sofreu. Além disso, dois fatores também foram levados em consideração: primeiro, foi um entrevista dada pelo então presidente Alexandre Kalil, que dizia não ter renovado com o atleta por recomendação médica, por ele ter apresentado uma lesão. Logo em seguida, ele fez um exame no América, e foi detectado o problema, que está sendo tratado até hoje”, afirmou o advogado.

Em julho de 2013, Gilberto rompeu o menisco do joelho direito. Depois disso, ele passou por vários problemas médicos e não conseguiu se recuperar completamente. Na petição, é ressaltado que a volta aos gramados foi antecipada por causa da disputa do Mundial de Clubes, em Marrocos, em dezembro, o que teria agravado o quadro clínico do volante.

Sem falar em valores, Fábio também explicou o que está sendo requerido no processo.

“Estamos pedindo o ressarcimento do prejuízo que o Gilberto sofreu no período da lesão. Como o Atlético não fez o seguro para o atleta, também estamos cobrando esse seguro, bem como os salários por não estar apto a jogar. Ainda cobramos também o valor da premiação pela conquista da Libertadores”, completou.

A petição movida na 1ª Vara da Justiça do Trabalho de Belo Horizonte apresenta o valor total da causa em R$ 500 mil. Mas, de acordo com o advogado, o total requerido daria cerca de dois anos de salários do jogador com o Atlético, o que pode aumentar a quantia que o Galo deveria ao volante.

Fábio ainda explicou uma situação que gerou polêmica nas redes sociais: o pedido de pagamento por hora extra.

"Isso ocorreu em duas situações distintas. Quando foi disputar o Mundial, ficou 15 dias concentrado. A lei fala que é no máximo três dias. Teve um período na Libertadores, que o clube emendou o período de concentração. Mas o valor, neste caso, não chega a R$ 15 mil. Diante do total da ação, é um valor que não chega a ser significativo", explicou Fábio.

Por fim, o advogado afirmou que as conversas com dirigentes do Atlético para tentar solucionar o problema foram feitas por mais de um ano. Como não chegaram a um acordo, a saída foi acionar a justiça.

Também em contato com a reportagem do Super FC, o diretor jurídico do Atlético, Lásaro Cândido confirmou a ação, mas disse que não poderia, neste momento, comentar o caso.

"Prefiro não tratar disso agora. Estamos fazendo um levantamento, mas recebemos a notificação na semana passada", afirmou o diretor.

A primeira audiência está prevista para o dia 1º de junho deste ano.

De novo. Esta não é a primeira vez que o jogador entra na justiça contra o Atlético. Em 2004, quando atuava pelo Arsenal, Gilberto Silva perdeu uma ação movida contra o clube alvinegro, no valor de R$ 1 milhão. Negociado com o time inglês em 2002, ele cobrava, na justiça, o pagamento de seguro e indenização pelo período que ficou afastado por causa de lesões sofridas na primeira passagem pelo Galo.

Leia tudo sobre: gilberto silvaatleticogalojusticaacaopeticao