Câmara define composição de comissões permanentes na semana que vem

O segundo maior bloco, liderado pelo PT, que inclui o PSD, PR, PROS e PCdoB, ficará com sete comissões

iG Minas Gerais | Folhapress |

A definição sobre a presidência das 23 comissões permanentes da Câmara dos Deputados foi adiada para terça-feira (3). A escolha das comissões é baseada na proporcionalidade dos blocos formados pelas bancadas dos partidos. Os líderes avaliaram que havia necessidade de mais tempo negociar a composição da presidência e das vice-presidências das comissões.

Conforme cálculos da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara, o bloco liderado pelo PMDB, que inclui o PP, PTB, DEM, PRB, SD, PSC, PHS, PTN, PMN, PRP, PSDC, PEN e PRTB, e é composto por 218 deputados, terá direito a dez comissões e fará as três primeiras escolhas.

O segundo maior bloco, liderado pelo PT, que inclui o PSD, PR, PROS e PCdoB, ficará com sete comissões.

O bloco formado por PSDB, PSB, PPS e PV, terá cinco comissões e o PDT, que passou a integrar o bloco liderado pelo PT após o prazo regimental para o cálculo da divisão das comissões, ficará com uma.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave