Grécia fará empréstimos nos mercados quando reestruturar dívida

Atenas dará início às discussões com a UE e o FMI para preencher o deficit de financiamento do Estado depois de ter acertado um plano de quatro meses para prorrogar o programa de resgate

iG Minas Gerais | Folhapress |

A Grécia poderá realizar empréstimos junto aos mercados financeiros quando conseguir realizar a reestruturação de sua dívida, investimentos e alcançar superávits primários orçamentários sustentáveis, afirmou nesta quarta-feira (25) o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis.

"Para que alguém possa retornar aos mercados para pedir empréstimos é preciso atender a três critérios: superávits primários, reestruturação da dívida e investimentos", disse o ministro à rádio Real FM.

"Estou falando de trocas de dívida que vão reduzir a dívida de forma significativa", disse ele, quando questionado como Atenas vai alcançar a reestruturação da dívida.

Atenas dará início às discussões com a UE e o FMI para preencher o deficit de financiamento do Estado depois de ter acertado um plano de quatro meses para prorrogar o programa de resgate do país.

O país foi afastado dos mercados de capital internacionais desde que o resgate em 2010, desconsiderando duas emissões de bônus feitas no ano passado sob um governo anterior liderados por conservadores.

ALEMANHA

O país, principal e mais rico membro da União Europeia, que se opôs ao pedido da Grécia em estender o pacote de resgate, comemorou nesta quarta-feira (25) o acordo fechado no fim da semana passada.

Durante uma coletiva nesta manhã, a chanceller alemã, Angela Merkel, disse que considera este um "ponto de partida" e advertiu que ainda "há muito trabalho a ser feito".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave