Receita amplia cooperação para obter lista de suspeitos

Segundo a Receita, após tomar conhecimento da existência de lista parcial pela imprensa, a Receita Federal iniciou imediatamente procedimentos de pesquisa e investigação, por meio de sua área de Inteligência

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

A Receita Federal continua trabalhando com o objetivo de aumentar as medidas de cooperação internacional necessárias para obter de autoridades europeias a lista oficial e integral dos contribuintes brasileiros suspeitos de ter contas na subsidiária do banco HSBC na Suíça.

No último dia 14, o Fisco já tinha informado que estava de olho nos brasileiros com indícios de movimentação financeira no banco, no caso que está sendo chamado de SwissLeaks, em alusão ao WikiLeaks, que publica em sua página na internet dados de governos e organizações que considera de interesse dos cidadãos. A lista do HSBC foi divulgada pelo International Consortium of Investigative Journalism (Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo) e pode indicar fraude fiscal.

Segundo a Receita, após tomar conhecimento da existência de lista parcial pela imprensa, a Receita Federal iniciou imediatamente procedimentos de pesquisa e investigação, por meio de sua área de Inteligência. A lista a que essa unidade teve acesso contém 342 nomes e traz informações relevantes para a identificação de eventuais indícios da prática de ilícitos tributários. A Receita Federal busca agora a obtenção de mais elementos que comprovem integralmente a autenticidade das informações.

A Receita informou que as ações em andamento estão articuladas com outros órgãos de prevenção e combate aos crimes de lavagem de dinheiro, como o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, e o Banco Central.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave