Animais resgatados perto da UFMG já estão disponíveis para adoção

Tem bichinhos para todos os gostos, filhotes e adultos, gatos e cachorros, todos já vacinados, tratados e castrados

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Gatinho bebê é um dos animais que está disponível para adoção
divulgação/ escola de veterinária
Gatinho bebê é um dos animais que está disponível para adoção

Quem procura um amigo não precisa ir muito longe ou gastar um dinheirão. Basta adotar um bichinho de estimação. Mesmo sem pedigree, cães e gatos se mostram os melhores companheiros do homem. É por isso que Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) divulgou diversos animais resgatados pela equipe nas proximidades da instituição, que foram tratados e estão prontinhos para serem adotados.

Tem filhote, adulto, gato e cachorro, alguns de porte grande, outros de porte pequeno. Alguns já receberam nomes (que podem ser mudados de acordo com a preferência dos futuros donos) e outros precisaram ser tratados por causa dos maus tratos sofridos na rua. Mas todos já estão vacinados, vermifugados e castrados, e esperam pela oportunidade de ganhar um dono, um lar e muito carinho. A adoção é recompensada com muita gratidão, lambidas e companheirismo.

Os interessados podem comparecer pessoalmente à secretaria do Hospital Veterinário durante a semana, de 8h às 18h, na avenida Antônio Carlos, 6627, campus Pampulha da UFMG, e devem levar carteira de identidade, CPF e comprovante de endereço para preencher um documento de posse responsável e depois ser entrevistado pelos veterinários.  

Após a adoção, haverá acompanhamento por telefone e, caso o cão ou gato não se adapte ao novo lar, o animal deverá ser devolvido à unidade. No dia 11 de março, a Escola de Veterinária também irá promover uma feira de adoção. Para mais informações o telefone é 3409-2003.

E para conhecer os animais que já estão disponíveis para serem adotados e um pouquinho da história de cada um deles, clique aqui. 

Leia tudo sobre: cachorrosgatosadoçãoEscola de VeterináriaUFMG