Homem que foi ameaçado por açougueiro será indenizado em R$ 10 mil

Ele perguntou porque era atendido depois de outros clientes, sendo que chegou primeiro, e o açougueiro saiu do local com uma faca na mão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um homem que foi ameaçado por um açougueiro quando fazia compras em um supermercado de Belo Horizonte, será indenizado pelo estabelecimento em R$ 10 mil. A decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) foi divulgada nesta quarta-feira (25).

O consumidor contou que estava com a família no supermercado, fazendo compras, quando manifestou sua insatisfação na hora de comprar carne. Ele questionou ao açougue porque outros clientes que chegaram depois dele estavam sendo atendidos primeiro. Neste momento, o açougueiro saiu do local e foi em direção ao cliente com uma faca na mão, mas foi contido pelos seguranças do estabelecimento.

O supermercado alegou que o consumidor atacou verbalmente o açougueiro e outros funcionários e disse que o açougueiro respondeu que não precisava de tantas ofensas. Foi quando ele pegou a faca e perguntou ao consumidor o que ele pretendia levar, pois o atenderia antes dos outros clientes.

O estabelecimento também disse, em sua defesa, que que não houve ameaça ou agressão física e que a faca é um instrumento de trabalho do açougueiro.

O desembargador Tiago Pinto considerou que os relatos das testemunhas confirmaram a versão do consumidor. O açougueiro foi demitido após o episódio. “Não restam dúvidas de que o açougueiro estava exaltado e saiu do balcão com a faca em punho”, disse.

Ele julgou que houve falha na prestação do serviço e dano moral, uma vez que “o consumidor, ao se dirigir a um estabelecimento comercial, jamais imagina que será ameaçado por um funcionário empunhando uma faca”. O supermercado terá que pagar R$ 10 mil ao cliente por danos morais. 

Com informações do TJMG. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave