Casa briga por garrafa de cachaça e mulher mata marido a facada

Suspeita se trancou em casa, após crime e foi necessário negociação para que ela se entregasse; mulher chegou a ameaçar se matar

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Uma garrafa de cachaça motivou uma briga entre um casal, dentro de casa, e terminou na morte do homem, de 40 anos, na noite dessa terça-feira (24), em Carandaí, na região Central de Minas Gerais, com uma facada.

Rivelino Carlos de Amorim foi encontrado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) caído, já sem vida, próximo a uma escada que dá acesso a casa, onde morava com a mulher E.M.B., 38, na rua Professor Camargo, no bairro Acampamento.

A Polícia Militar (PM) teve informações de vizinhos de que a mulher teria matado o marido, e ela foi encontrada trancada dentro da casa. Muito exaltada, ela gritava que não sairia de lá e que se os militares entrassem, ela também os mataria.

Foi feita uma negociação para que ela se entregasse e ela ameaçou a se matar, mas acabou abrindo a porta. Ela foi detida caída próxima a um banheiro. Mais tarde, ela contou que o marido chegou na casa e viu uma garrafa de cachaça com ela. Amorim queria saber onde ela tinha conseguido a bebida e eles começaram a discutir. Segundo ela, para se defender, pegou uma faca de cozinha e o atingiu.

Ela acertou a veia femural na parte posterior da coxa esquerda dele, provocando a morte no local. Na casa do casal havia muitas marcas de sangue, principalmente na cama do casal, onde a mulher contou ter sido o crime.

A suspeita foi encaminhada para delegacia.   

Leia tudo sobre: mulhermaridofacadagarrafacachaçabriga