Luan vê jogo "de vida ou morte" contra o Atlas, mas rechaça crise

Jogador espantou fantasma e garantiu que o time alvinegro está encarando o duelo como uma final de Libertadores

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Luan fez o gol que enviou o Atlético para a grande final da Copa do Brasil
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Luan fez o gol que enviou o Atlético para a grande final da Copa do Brasil

A pressão no Atlético rege a equipe alvinegra para a partida contra o Atlas-MEX, às 19h45 desta quarta-feira, na Arena Independência. São duas derrotas seguidas, sendo uma na estreia da Copa Libertadores, fora de casa contra o Colo-Colo.

Com tudo isto, o jogo é encarado pelo meia-atacante Luan como "de vida ou morte" para o Galo.

"Foco total é amanhã (quarta-feira), jogo de vida ou morte. Encarar como final de Libertadores. É colocar o nosso espirito amanhã, como sempre", afirmou Luan.

O "Maluquinho" ainda ressalta a pressão controlada vivida no Atlético, clube acostumado com este tipo de ambiente de superação, assim como visto na Libertadores 2013 e Copa do Brasil 2014. Para Luan, uma teórica crise é colocada pela imprensa brasileira, algo, de acordo com o atleta, pouco visto na Europa.

Para ilustrar isto, Luan citou o Barcelona, que perdeu em seus domínios para o Málaga no último fim de semana - depois de superar um momento conturbado entre Messi e o técnico Luis Enrique.

"A gente jogou mal (contra o Colo-Colo). Essa pressão só acontece aqui no Brasil. Se o time perde uma partida, a própria imprensa coloca crise. O Barcelona perdeu para o Málaga e ninguém fala disso. E é equipe grande. Se a equipe brasileira perde na Libertadores já é crise. Isso não existe. Admitimos que o primeiro jogo foi horrível. Prometemos dar raça para dar a volta por cima. Só nós brasileiros temos esse fantasma", comentou Luan.

Leia tudo sobre: atleticogaloluanpressaolibertadoresatlas