Ex-ministro da Fazenda é expulso de hospital paulistano

Guido Mantega foi agredido verbalmente, no Hospital Albert Einstein, enquanto acompanhava a esposa; “Vai para o SUS” foi uma das frases ditas por frequentadores

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Estamos fazendo superávit [primário] menor porque estamos fazendo política anticíclica [gastos para amenizar os efeitos de crises econômicas], declarou ministro
Agência Brasil
Estamos fazendo superávit [primário] menor porque estamos fazendo política anticíclica [gastos para amenizar os efeitos de crises econômicas], declarou ministro

O ex-ministro da Fazenda e presidente do Conselho de Administração da Petrobras Guido Mantega foi agredido verbalmente no fim da tarde desta terça-feira (24), no Hospital Albert Einstein. Reconhecido logo ao chegar à lanchonete do hospital, o ministro começou a ser alvo de insultos. “Vai para o SUS”, foi uma das frases ditas pelos frequentadores. Em minutos, ele deixou o local.

Um vídeo com o incidente foi postado na internet. Mantega estava no hospital para acompanhar sua mulher, Eliane, que está em tratamento de câncer na instituição.

Em nota, o hospital Albert Einstein afirmou receber igualmente todos os pacientes, lamentou o ocorrido e disse rechaçar qualquer atitude de intolerância. A assessoria de imprensa disse que médicos do hospital não participaram do episódio.

Não é a primeira vez que o ex-ministro foi hostilizado em São Paulo. Em dezembro, num bar badalado da Vila Madalena, vários frequentadores o obrigaram a deixar o local com gritos de “vai embora, ladrão”.

O ministro não se manifestou sobre as agressões verbais sofridas no hospital, apenas se retirou do local em meio ao protesto dos frequentadores. 

Leia tudo sobre: ministroguido mantegaagredidohospitalsão paulo