“É apenas a primeira das greves de 2015”

Entre os fatores que pioram o cenário econômico, o professor lembra que os preços de gasolina, água e luz devem ter aumentos grandes, além das ameaças de racionamento

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |

A greve dos caminhoneiros deve ser apenas a primeira das muitas paralisações que o país deve enfrentar neste ano, avalia o professor de economia da FGV/Faculdade IBS Raul Gomes Duarte Neto. “Vai ser um ano muito difícil, especialmente pelos reajustes dos preços administrados, que pressionam a inflação”, completa.  

Ele explica que com os preços subindo, o trabalhador perde poder de compra e deve intensificar as reivindicações por aumento de salário. “Mas as empresas também estão pressionadas pelos custos mais altos e não terão margem para aumentar os salários. A tendência é que várias greves se espalhem pelo país”, analisa.

Entre os fatores que pioram o cenário econômico, o professor lembra que os preços de gasolina, água e luz devem ter aumentos grandes, além das ameaças de racionamento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave