Paris entra em alerta após voos misteriosos de drones

Polícia ainda não sabe se ação é coordenada ou se tem possível relação com terrorismo

iG Minas Gerais |


Locais sensíveis. 
Drones passaram por locais como a Torre Eiffel, Montparnasse e praça da Concórdia
KENZO TRIBOUILLARD
Locais sensíveis. Drones passaram por locais como a Torre Eiffel, Montparnasse e praça da Concórdia

Paris, França. Ao menos cinco drones foram vistos sobrevoando Paris na madrugada desta terça nas proximidades da embaixada dos Estados Unidos, da Torre Eiffel e da praça da Concórdia, sem que a polícia francesa tenha conseguido deter seus pilotos.

Esses sobrevoos enigmáticos não são inéditos na capital francesa, mas essa é a primeira vez que tantos dispositivos são identificados em uma única noite, de acordo com fontes próximas da investigação.

Os aparelhos em questão passaram por cima das áreas mais sensíveis de Paris, enquanto há um forte esquema de segurança, implementado após os ataques jihadistas no início do ano.

De acordo com fontes próximas da investigação, um primeiro drone foi flagrado pouco depois da meia-noite (20h no horário de Brasília) voando sobre a embaixada dos Estados Unidos, localizada no oitavo distrito, perto do Palácio do Eliseu, sede da Presidência francesa. Rapidamente, em razão da natureza sensível do local, os agentes da polícia presentes na localidade tentaram seguir o dispositivo, que “continuou a voar em direção ao Invalides”, informou uma dessas fontes, antes de a polícia perder seu paradeiro.

Quatro outros aviões não tripulados foram vistos entre 1h (21h de Brasília) e 6h (2h de Brasília), “sobrevoando muitos lugares em Paris”, entre eles a Torre Eiffel, a Torre Montparnasse, arranha-céu do sul do capital, e ainda a praça da Concórdia, aos pés da Champs Elysees (veja infográfico).

Mobilização. Durante quase seis horas, quase todos os serviços policiais foram mobilizados na capital para tentar, em vão, encontrar os pilotos desses aparelhos. “Tentamos de todas as maneiras interceptar os pilotos, mas eles não foram detectados”, lamentou uma fonte. “Pode se tratar de uma ação coordenada, mas não sabemos mais nada por enquanto”, completou.

“Se foi uma brincadeira ou uma ação de reconhecimento para uma ação futura, a investigação dirá”, declarou um delegado parisiense.

Em relação ao sobrevoo da embaixada americana, as investigações têm sido confiadas à seção de investigação da Gendarmeria de Transporte Aéreo (GTA). A polícia judiciária de Paris é responsável pelos outros sobrevoos.

Sequestro O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) atacou duas cidades cristãs sob controle das forças curdas na região de Hassake e sequestrou pelo menos 90 cristãos assírios, anunciou nesta terça o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Essa é a primeira vez que o grupo extremista sequestra um número tão grande de cristãos na Síria.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave