Adolescente é morto em protesto na Venezuela

No ano passado, 43 pessoas morreram na Venezuela em confrontos entre opositores e as forças do governo de Maduro, que passa por grave crise econômica e turbulência política

iG Minas Gerais | Folhapress |

O estudante Kliver Roa, 14, foi morto pela Polícia Nacional Bolivariana durante um protesto nas imediações da Universidade Católica de Táchira, em San Cristóbal, no oeste da Venezuela.

Segundo o jornal venezuelano "El Nacional", Roa, aluno do colégio Agustín Codazzi, não estava participando da manifestação contra o governo do presidente Nicolás Maduro, que começou por volta das 10h30 desta terça-feira, 24 (12h no horário de Brasília).

Meia hora depois do início dos protestos, o adolescente foi levado ao Hospital Central de San Cristóbal com um tiro na cabeça, mas não resistiu ao ferimento.

No ano passado, 43 pessoas morreram na Venezuela em confrontos entre opositores e as forças do governo de Maduro, que passa por grave crise econômica e turbulência política.

As críticas ao presidente venezuelano se intensificaram desde que, na última quinta (19), ele mandou prender o prefeito metropolitano de Caracas, Antonio Ledezma, a quem acusa de conspirar para derrubar seu governo.

Outro líder oposicionista, Leopoldo López, está preso desde fevereiro do ano passado, acusado de fomentar protestos violentos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave