West Ham diz que banirá torcedores condenados por antissemitismo

Em vídeo gravado no interior do trem a caminho de White Heart Lane, britânicos voltaram a protagonizar caso de preconceito, desta vez contra judeus

iG Minas Gerais | Folhapress |

O clube inglês West Ham United alertou nesta segunda-feira (23) que banirá de seu estádio os torcedores que supostamente cantaram músicas de teor antissemita (discriminação a judeus) dentro do trem, caso eles sejam julgados e considerados culpados.

Em vídeo gravado no interior do trem a caminho de White Heart Lane, onde neste domingo (22) se enfrentaram West Ham e Tottenham pelo Campeonato Inglês, torcedores do West Ham aparecem cantando "eu tenho prepúcio, e você? Judeu maldito" ("I've got a foreskin, how about you? Fucking Jew"). O vídeo foi bastante compartilhado nas redes sociais.

Um representante do West Ham manifestou-se nesta segunda. "O clube mandou um e-mail para todos os torcedores que compraram um ingresso para o jogo do domingo para lembrá-los que estavam agindo como embaixadores do West Ham. Se descobrirem que qualquer indivíduo agiu de maneira inapropriada, a política simples de tolerância zero do clube diz que eles enfrentarão a sanção mais forte possível, incluindo a opção de banimento pelo resto da vida de Boleyn Groud [estádio do clube]", disse.

O Tottenham também pediu uma punição dura para os responsáveis pelos gritos antissemitas. Na última terça-feira (17), um episódio de racismo envolvendo outro clube inglês, o Chelsea, atingiu proporções internacionais. Torcedores do clube empurraram o francês Souleymane S. no metrô de Paris e gritaram cantos racistas. Atualmente, a polícia francesa e a Scotland Yard estão à procura dos envolvidos.

Vale lembrar que Chelsea e West Ham são os clubes com mais torcedores presos por entoar cânticos racistas nas últimas dez temporadas do futebol inglês.

Leia tudo sobre: west hamfutebolantissemitismofutebol inglêstotenham