Peça espírita recria encontro entre Jesus e senador romano

Espetáculo “Há 2.000 anos” conta com mais de cem atores e chega ao Sesc Palladium gratuitamente

iG Minas Gerais | lucas buzatti |

Peça foi psicografada por Chico Xavier na figura de Emmanuel
FCVV/DIVULGAÇÃO
Peça foi psicografada por Chico Xavier na figura de Emmanuel

Acontece nesta terça, no Sesc Palladium, o espetáculo espírita “Há 2.000 anos”, realizado pela Fundação Espírita Caminho, Verdade e Vida (FCVV). A peça, que conta com mais de cem atores no elenco, narra o encontro entre Jesus Cristo, o senador romano Públio Lentulus e sua esposa, Lívia.

“É uma história bonita, que conta uma relação de amor que começou do encontro com Jesus, e que se firmou no tempo”, explica a diretora Berenice Brandão Andrade. “A trama agrega valores morais e éticos para a nossa vida, sem sectarismo religioso. O próprio Jesus nos ensina a caminhar sem distinção de credo, de raça ou de classe. E essa história, assim como outras, mostra que o amor é mais importante que frequentar qualquer templo”, pondera.

O espetáculo, como o próprio nome diz, se passa há 2.000 anos, quando os costumes do Império Romano submetiam seu povo a regras rudes e cruéis. Nesse contexto, vivia o senador Públio, um homem “incorruptível, honesto e dedicado”, segundo a diretora. “Era um homem que, apesar de tudo que acontecia ao seu redor, fez-se diferente, soube ser bom. Era um pai e esposo dedicado, um político honesto”, destaca.

“Há 2.000 anos” apresenta a união entre duas almas por meio de um forte e sagrado elo, tido como indestrutível, que é Jesus Cristo. “Depois que eles se encontram com Jesus, a vida muda totalmente. É uma história que mostra o poder de transformação que Jesus Cristo teve”, analisa, ressaltando que a história foi psicografada por Francisco Cândido Xavier na figura do espírito Emmanuel.

De Roma a Jerusalém, voltando para Roma, o senador Públio Lentulus conduz uma insistente busca pela “verdade”, e acaba por encontrar Jesus, o Rabi da Galileia. “A peça se preocupa em mostrar que é importante mudar, transformar a própria vida, sem se fechar a quaisquer grades religiosas”, afirma a diretora. Para ela, o espetáculo se equipara com qualquer outro de qualidade realizado em Minas Gerais. “Não teria constrangimento nenhum em apresentá-lo num festival, depois de outras peças. Os atores são incríveis, o figurino é feito de panos comprados em Roma e em Israel. É espírita, mas é profissional”, conclui.

Agenda

O quê. Peça “Há 2.000 anos”

Quando. Nesta terça, às 20h30

Onde. Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1.046, centro)

Quanto. Entrada franca, com distribuição de convites duas horas antes do espetáculo

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave