Dos 80% previstos, Baía de Guanabara pode ser despoluída em apenas 49%

Governador do Rio, Fernando Pezão, disse que passar dos 17% atuais para 49% já "será um avanço"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Ecobarreiras e ecobarcos serão utilizados para conter lixo e evitar que atletas sejam contaminados pela poluição das águas
Marcelo Horn/Divulgação Governo RJ
Ecobarreiras e ecobarcos serão utilizados para conter lixo e evitar que atletas sejam contaminados pela poluição das águas

O Rio de Janeiro segue correndo contra o tempo para deixar todas as suas instalações prontas para as Olimpíadas de 2016. Porém, os esforços parecem que não serão suficientes para resolver os problemas da Baía de Guanabara, contaminada pelo esgoto. A área, uma das mais criticadas pelos competidores e que receberá as competições de vela, teria 80% de sua área limpa para os Jogos, conforme comprometimento assumido pelo Governo.

Entretanto, a expectativa de despoluição até a maior competição esportiva do planeta não deve ultrapassar os 49%. Essa afirmação foi feita pelo governador do Rio, Fernando Pezão, na manhã desta segunda-feira. Pezão, o prefeito da cidade Eduardo Paes e o secretário de Esportes George Hilton receberam a comissão de coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI), liderada pelo presidente da entidade, o alemão Thomas Bach.

Preocupados com as condições da Baía antes da Olimpíada, o tema foi um dos mais discutidos durante o encontro. “Sobre a Baía de Guanabara, vamos apresentar uma série de obras que estamos licitando. Vamos fazer o tratamento de esgoto de toda a Região Metropolitana. Temos um compromisso de entregar uma Baía 80% despoluída. Se não conseguirmos, já será um avanço sairmos de 17% para 49%. Vamos conseguir chegar a 80% com essas obras da Baixada que a gente quer lançar. Se não for nas Olimpíadas, vai ficar como um legado”, declarou o governador.

A Comissão do COI está em sua oitava visita ao Rio de Janeiro para tratar dos assuntos relativos aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. 

Leia tudo sobre: OlimpiadaRio2016Baia de Guanabaradespoluicaolimpezaesgoto