Tratamento da Baía de Guanabara ficará como legado para o Rio

Pezão revelou que os recursos para despoluição e dragagem das lagoas de Jacarepaguá estão em caixa

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

Pezão aponta avanços no processo de despoluição da baía para as Olimpiadas
Tomaz Silva/Agência Brasil
Pezão aponta avanços no processo de despoluição da baía para as Olimpiadas

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse hoje (23) que o estado apresentará ao Comitê Olímpico Internacional (COI) avanços na despoluição da Baía de Guanabara. Segundo ele, não for possível atingir o compromisso olímpico de tratar 80% do esgoto da baía, o avanço conquistado "ficará como legado".

"Se não atingirmos [80%], o importante é que já saimos de 17% para 49%. Foram quase 32 pontos de aumento", acrescentou o governador, que disse acreditar na compreensão do COI.

Pezão revelou que os recursos para despoluição e dragagem das lagoas de Jacarepaguá estão em caixa. Ressaltou, no entanto, que a execução das obras não depende apenas do governo do estado.

"Apresentaremos uma série de obras que já estamos licitando, como a Estação de Tratamento de São Gonçalo. Hoje, falei da PPP  [parceria público-privada] que queremos apresentar ainda neste ano para o tratamento do esgoto da região metropolitana".

Esta semana, a comissão de coordenação do Comitê Olímpico Internacional realiza sua oitava visita ao Rio de Janeiro para acompanhar os preparativos para os jogos de 2016, que ocorrem entre 5 e 21 de agosto. Hoje, representantes do COI se reuniram com  o prefeito, governador do Rio de Janeiro e com o Comitê Organizador Local.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave