Levir cita falta de motivação do time e cobra reação

Treinador reconhece falhas do Atlético nos últimos jogos, mas afirma que ajustes serão feitos já na próxima partida

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Levir Culpi sonha com mais um título de Copa do Brasil em seu currículo
NIDIN SANCHES / O TEMPO
Levir Culpi sonha com mais um título de Copa do Brasil em seu currículo

Depois de amargar a segunda derrota seguida na temporada, desta vez diante do América, algumas dúvidas começam a pairar sobre o Atlético, que vinha sendo apontado como franco favorito aos títulos que disputará no ano, além de ter seu elenco considerado um dos mais completos. Alerta com a situação, o técnico Levir Culpi vê o time precisando aumentar a motivação, mas espanta o desespero, afirmando que tem recursos para fazer ajustes e melhorar o desempenho do Galo.

“Esse é um trabalho que a gente tem. Na verdade, trabalhamos mais no Brasil do que lá fora. É muito heterogêneo o grupo. A gente sabe trabalhar. De repente, estamos no grupo e sente que está fechado. Tenho certeza que podemos fechar e jogar bem como no ano passado. Estou atribuindo também ao tempo dos jogos. A falta de motivação do elenco, os jogadores também precisam acordar. É um somatório para falar que o time está bem. Outros times que saem bem, também podem sofrer no decorrer da competição”, avaliou o comandante alvinegro, ponderando que a derrota na estreia da Libertadores não é motivo para alarde em exagero.

Questionado sobre a necessidade de trazer mais reforços, já que ficou evidenciado que o Galo encontra dificuldades na reposição de algumas peças, Levir prefere aguardar e dar sequência aos jogadores, a fim de que cresçam de produção. O treinador espera ver uma reação do Atlético já no jogo desta quarta-feira, diante do Atlas-MEX, na estreia alvinegra em casa pela Libertadores.

“Tem que dar sequência, o time precisa de muitas coisas. Lamento que poderíamos ter feito muito mais, temos mecanismos para ajustar isso e temos uma coisa importante, que é um jogo na quarta-feira, que é um jogo pela Libertadores. Aí vamos ver qual vai ser a nossa reação”, ressaltou.

Leia tudo sobre: atleticogalolevir culpitecnicofutebol