Devassa fiscal é só uma das apurações

iG Minas Gerais |

Brasília. A ação da Receita Federal é só uma das frentes da operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras.

Cabe ao Fisco investigar os crime de sonegação de tributos praticados por empreiteiras, seus executivos, políticos e diretores da estatal. Mas existem ainda investigações judiciais por outros tipos de irregularidades – como lavagem de dinheiro e evasão de divisas – que estão sendo conduzidas pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF).

Na última sexta-feira, por exemplo, o MPF enviou à Justiça Federal de Curitiba cinco ações por improbidade administrativa. Nelas, os procuradores da força-tarefa pedem que as principais empreiteiras e executivos envolvidos na Lava Jato sejam condenados a pagar R$ 4,47 bilhões aos cofres públicos, dos quais R$ 319 milhões correspondem aos valores pagos em propinas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave