Militância paga é criticada por Lula

iG Minas Gerais |

Nas comemorações dos 35 anos do PT, em Belo Horizonte, o ex-presidente Lula criticou de forma veemente parte da direção e da militância do partido que, segundo ele, ao chegar no poder começou a se preocupar mais em conseguir cargos do que com os rumos da sigla.

“Falando francamente: muitos estão mais preocupados em manter – e se manter – nessas estruturas de poder do que em fazer a militância partidária que estava na origem do PT. Essa é a origem de vícios, como uma militância paga. Tem gente agora que só trabalha para ganhar dinheiro. Ninguém mais segura faixa de graça”, disse ele no início deste mês.

Para o deputado estadual e líder do governo Fernando Pimentel na Assembleia, Durval Ângelo, Lula colocou o dedo na ferida.

“É uma lógica de todos os partidos de esquerda que, quando chegam ao poder, se afastam um pouco dos princípios fundantes e que, nos momentos de crise, se voltam às origens. Assim faremos”, afirma.

Ele diz que o PT vai se reaproximar dos movimentos sociais e populares. “É como aquela música do Chico Buarque que diz que o poder é uma estranha senhora que de dia sorri e de noite te devora”, disse em tom de autocrítica, que tem sido comum entre os petistas. (TT)

 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave