David Ferrer bate algoz de Nadal e é campeão do Aberto do Rio

Na decisão, ele bateu o italiano Fabio Fognini, que havia eliminado Rafael Nadal nas semifinais

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Espanhol não teve dificuldades para bater o adversário e venceu por 2 sets a 0
Reprodução Facebook
Espanhol não teve dificuldades para bater o adversário e venceu por 2 sets a 0

O espanhol David Ferrer, 29, nono do ranking mundial, conquistou neste domingo (22) o título do Aberto do Rio após bater o italiano Fabio Fognini, número 28 do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, em uma hora e 23 minutos de partida.

"Foi minha melhor partida no torneio. Nunca tinha conseguido ganhar no Rio, estou muito feliz", comemorou o tenista espanhol após a partida, em entrevista ao SporTV.

Após ter batido na semifinal o espanhol Rafael Nadal, terceiro do ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais) e principal favorito no torneio carioca, o italiano não conseguiu repetir a boa atuação do último sábado (21) e, com muitos erros não forçados (29 contra 14 de Ferrer), não conseguiu bater o segundo cabeça de chave do Aberto do Rio.

Ferrer venceu por 2 sets a 0, com certa facilidade, em parciais de 6/2 e 6/3.

"Sabia que tinha que jogar com agressividade, acertar minhas bolas de direita, e tudo deu certo. Estou realmente muito feliz", completou Ferrer, explicando a tática que tentou aplicar em quadra após ter visto a partida de Fognini contra Nadal.

No primeiro set, a partida foi equilibrada até o quarto game, quando Ferrer quebrou pela primeira vez o saque de Fognini. No game seguinte, Ferrer abriu 4/1. Pouco depois, encontrando pouca resistência no adversário, Ferrer fechou o primeiro set em 6/2.

O segundo set seguiu o mesmo roteiro: equilíbrio até o quarto game, quando Ferrer quebrou o saque de Fognino e começou a estabelecer sua superioridade.

Daí em diante, a despeito de breves reações do italiano, Ferrer justificou seu favoritismo e fechou a partida em 6/3. Com o resultado, o espanhol chegou ao 23º título de sua carreira.

"Foi uma semana especial para mim, com o carnaval. Prometo que vou aprender a sambar para o ano que vem. Fico muito orgulhoso deste título", disse Ferrer, que durante a semana declarou que nunca havia jogado em um lugar tão quente e úmido como o Rio.

O italiano Fognini lamentou a derrota com bum humor.

"Venci o melhor jogar no planeta, mas ele me exigiu muito... Guga, você precisa me dar conselhos", disse, fazendo referência ao tenista brasileiro, presente na plateia e muito saudado pelos torcedores.

Leia tudo sobre: Rio OPenDavid FerrerderrotaRafael NadalRio de Janeirotênis