Monobloco anima foliões no encerramento da semana do carnaval no Rio

Bloco comemora 15 anos tocando clássicos da música popular brasileira em versão de samba, arrastando milhares de foliões no último dia da semana de Carnaval

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
undefined

O Monobloco desfila hoje (22) sob um forte sol pela Avenida Presidente Vargas, no centro do Rio de Janeiro. O bloco, que tradicionalmente arrasta dezenas de milhares de foliões no último dia da semana de carnaval, comemora 15 anos, tocando clássicos da música popular brasileira em versão de samba, como “Do Leme ao Pontal”, “Rio 40 Graus” e “Coisinha do Pai”.

Pedro Luís, um dos fundadores, conta que o Monobloco surgiu de uma oficina de percussão criada pela sua banda, a Pedro Luís e a Parede, e acabou tornando-se um sucesso: “Resolvemos fazer uma oficina permanente, já com a intenção de montar um bloco de carnaval que usasse o instrumental da escola de samba para contemplar toda a diversidade musical brasileira. Nós não imaginávamos que iríamos fazer sucesso. Fizemos isso pela satisfação de lidar com música, carnaval e a distribuição de conhecimento”.

Mesmo depois de sair em outros blocos durante o carnaval, muitos foliões ainda arranjaram disposição para acordar cedo neste domingo e aproveitar o Monobloco. Foi o caso do comerciante Belmiro Souza, mineiro de Cruzília, cidade localizada a quatro horas de carro do Rio de Janeiro, que segurava um cartaz com os dizeres “Faltam 351 dias para o carnaval 2016”.

“Há 40 anos, eu faço a contagem regressiva o ano inteiro. Fui em blocos, fui no Terreirão do Samba, sempre vou ao Sambódromo. Hoje à tarde, ainda tem um bloco em Ipanema, em que eu também vou. Tenho 55 anos, mas parece que ainda tenho 25”, disse.

Outros foliões, como a doméstica Lilian Sousa, que estava fantasiada de Mulher Maravilha, justificaram a presença no desfile de hoje: “Eu só gosto do Monobloco. Acho que é um bloco mais organizado. É uma bateria, uma animação e uma energia que não tem nos outros blocos”, afirmou.

Leia tudo sobre: Monoblocodesfilerio de janeirocarnaval