Promotor é vítima de atentado e principal suspeito é ex-vereador

O suspeito e o filho dele, que teria sido o executor do crime, foram presos; a vítima está em estado grave no hospital Santa Clara, em Uberlândia

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Dois suspeitos do atentado ao promotor de Justiça e professor universitário Marcus Vinícius Ribeiro, de Monte Carmelo, no Alto Paranaíba, foram presos. A vítima foi baleada quatro vezes na noite desse sábado (21) quando saía da promotoria, e está internada no hospital Santa Clara, em Uberlândia. O estado dele  é grave.

Os suspeitos seriam um ex-vereador da cidade e o filho dele. Segundo a Polícia Militar, o promotor já havia recebido algumas ameaças por causa do seu trabalho contra a criminalidade. O político já havia sido denunciado pelo promotor em 2013.

Além da prisão dos suspeitos, a polícia também apreendeu um revólver calibre 32 e uma moto, onde foram encontrados resquícios de pólvora. A arma utilizada no crime que seria de calibre 380, no entanto, não foi localizada.

A reportagem tentou durante toda a manhã contato com a assessoria de plantão da Polícia Civil para obter mais informações sobre as investigações, mas as ligações não foram atendidas.

Já a Secretaria de Estado Defesa Social (SEDS) informou, por meio de nota, que o secretário Bernardo Santa de Vasconcellos ficou sabendo do ocorrido no sábado e solicitou ao chefe da Polícia Civil, o delegado-geral Wanderson Silva, "total empenho na investigação desse crime que atingiu um abnegado combatente contra o crime organizado em Minas Gerais".