Maturidade e sabedoria para lidar com as críticas que recebe

iG Minas Gerais |

Aos 34 anos recém-completados, Sabrina Sato, natural de Penápolis, município do Noroeste paulista, lida bem com as críticas que recebeu ao longo da carreira. E garante ouvir conselhos apenas de pessoas mais próximas e de quem confia. “Crítica vai ter sempre. Tenho de saber tirar o melhor delas para evoluir, tanto pessoal quando profissionalmente”, garante.

Ainda aproveitando a alta popularidade e o carisma que tem, Sabrina Sato foi uma das estrelas do Carnaval. Tanto no Rio de Janeiro quanto em São Paulo. Rainha de bateria da Vila Isabel, escola de samba carioca, e madrinha de bateria da Gaviões da Fiel, agremiação paulista, ela se dividiu na ponte aérea para dar conta dos dois desfiles. “Não sei da onde tiro tanta energia. Acho que é porque amo o Carnaval”, diz, empolgada. Além da correria entre as cidades e da impossibilidade de aproveitar o feriado, a apresentadora ainda enfrenta uma rigorosa dieta para aguentar a folia. “Mantenho o corpo sempre. Mas quando faltam uns 15 dias para o desfile, treino mais puxado. E também presto mais atenção na alimentação”, garante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave