Faça amigos

iG Minas Gerais | Dr. Telmo Diniz |

Diversos estudos em todo mundo têm indicado que ter amigos não apenas melhora a qualidade de vida como de fato podem fazer com que você viva mais e melhor. Ter amigos é uma arma que pode ajudar a combater doenças como a ansiedade e a depressão, além de reduzir o ritmo do envelhecimento precoce. Você aí que está gastando uma grana com livros de auto-ajuda pode se beneficiar, e muito, desta poderosa ferramenta: ter amigos.

Um estudo conduzido na Universidade Oxford elaborou uma pesquisa neste foco. O resultado foi que os homens que saem ao menos duas vezes por semana acompanhados por uns quatro amigos (não mais que isso) são mais saudáveis e generosos. O estudo também aponta que eles ainda se recuperam mais rápido das doenças. Pois é, se você implica com seu marido que ele está saindo muito com os amigos, repense. Disso pode depender o estado de saúde dele.

Outro estudo conduzido na Austrália, durante dez anos, concluiu que pessoas mais idosas com um amplo círculo de amigos tinham 22% menos chance de morrer durante o estudo em comparação com os indivíduos com poucos amigos. Já em 2006, foram acompanhadas 3.000 enfermeiras com câncer de mama. As que não tinham amigos ou tinham poucos amigos tinham duplicada as chances de mortalidade. A amizade foi encarada como uma forma de proteção (nem mesmo o cônjuge foi associado a uma maior sobrevida).

Em um estudo que durou seis anos com mais de 700 suecos de meia-idade, ficou comprovado que a falta de amizade é tão perigosa quanto fumar, quando se trata dos riscos de sofrer um ataque cardíaco. Pessoas com menos amigos têm quase o dobro de chance de morrer de doenças do coração e são duas vezes mais propensas a contrair gripes e resfriados. Quem tem amigos tem uma função imunológica melhor. Isto confere proteção! Por isso, é importante cuidar do círculo de amizade próximo, investindo nas relações.

Diversas pesquisas sugerem que, para manter nossa saúde, devemos interagir com outras pessoas por pelo menos seis horas ao dia. Esse contato aumenta a sensação de bem-estar e diminui preocupações e o estresse. Isto também vale para as amizades no trabalho. Especialistas do MIT, nos EUA, mostraram que até mesmo pequenas doses de interação social podem causar grandes ganhos de produtividade durante o labor.

Por fim, ter amigos aumenta nosso positivismo. Foi o que revelou uma pesquisa da Universidade da Virginia, nos EUA. Alunos foram levados para uma colina íngreme com mochilas pesadas para carregarem. Depois, perguntaram a eles quão acentuado era o aclive. Os estudantes que se mantiveram perto dos amigos acreditavam que a inclinação era menor do que a realidade. Ou seja, o estudo concluiu que ter amigos a quem recorrer faz com que os problemas pareçam menores e, consequentemente, possam ser enfrentados de forma mais amena.

Faça uma boa semana entre amigos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave