Pinceladas de Pitanguy

iG Minas Gerais | Paulo Navarro |

Em BH - Após vernissage, o artista plástico Bernardo Pitanguy com o pai, Ivo Pitanguy, e o presidente da Brastub, Douglas Aguiar, patrocinador da mostra.
Pedro Paulo Machado de Sousa
Em BH - Após vernissage, o artista plástico Bernardo Pitanguy com o pai, Ivo Pitanguy, e o presidente da Brastub, Douglas Aguiar, patrocinador da mostra.

  Plasticidade de Pitanguy Liderada por Pedro Paulo, a “tchurma” continuou o tour na Praça da Liberdade. Bernardo encantou-se com o fato de Aécio Neves ter transferido o Governo para a Cidade Administrativa, criando o Circuito Cultural. Empolgou-se tanto que caminhou entre as palmeiras, dando o braço à curadora Verônica Fuhs, como um governante em sua posse.   Simpatia de Pitanguy Em frente ao Edifício Niemeyer, Bernardo exclamou: “Tenho que morar aqui, resgatar minhas tradições mineiras e absorver esta cultura única e riquíssima”. Pra fechar, passeou pela praça do Papa, onde só faltou rezar missa para abençoar o horizonte. Pena que a melhor vista nosso turista perdeu, pois o Mirante já estava fechado.   Novas configurações Na linguagem do Direito, “família mosaico” é a que se constitui de núcleos familiares diversos. Na obra “Dicionário de Direito de Família e Sucessões – Ilustrado” (Editora Saraiva), o jurista Rodrigo da Cunha Pereira vai além, ao reunir diversas linguagens para aproximar o leitor do universo, muitas vezes nebuloso, dos significados e significantes que permeiam o Direito de Família. O lançamento, dia 26, às 19h30, na Escola Guignard, terá exposição das obras dos artistas que ilustram o livro.   Novas reflexões Um dos principais especialistas da área no país, Pereira usa a terminologia da psicanálise e a conecta com diferentes campos, como a arte e a literatura. “Subjetividade e objetividade se entrelaçam no Direito de Família, tecendo tramas do desejo, construindo e desconstruindo dramas familiares”, ressalta o autor, que aborda termos como abandono afetivo, famílias recompostas, eutanásia e parentalidade socioafetiva.   Tá feio A crise econômica é voz corrente no cooper, na mesa de bar, na casa dos amigos. Muita gente nem viajou no Carnaval por questão financeira. Dia desses, empresário comentava que vários institutos de beleza em BH estão fechando as portas, inclusive seu predileto. E não só pela escassez de clientes (até agora o movimento não voltou ao normal), mas pelo alto custo da energia. Pelo menos, como falamos aqui semana passada, os homens têm engrossado a clientela dos salões   Tá russo Duro também, para os empresários, está o preço do aluguel. Não à toa, é notória a quantidade de placas “vende-se” e “aluga-se” pela cidade. A crise ainda ronda os restaurantes classe A e AA, com tíquete médio de R$ 320 por casal. Quem antes saía para jantar duas ou três vezes por semana, hoje sai uma. Na esteira, viraram febre as casas de espetinho – nas Seis Pistas parecem formigueiros humanos.   Tá certo Mas calma, gente! Muitos acreditam que o segundo semestre terá melhores cenários econômicos. Como o governador do Rio, Pezão, que abrindo a edição 2015 do Conexão Empresarial, dia 10, mostrou-se um “otimista inveterado”. Sobre o Rio, mesmo com a queda da atividade do petróleo em virtude da crise na Petrobras, destacou os investimentos já contratados de obras e as Olimpíadas de 2016 como principais alavancas da economia.   LANÇA-PERFUME   O Águas do Treme – sonho realizado pelo saudoso Roberto Gutierrez, ao lado de sua Fazenda Querença, em Inhaúma – teve sua última operação durante o Carnaval. Já estão devolvendo o sinal pago pelos noivos que se casariam lá. À boca pequena, corre que a Andrade Gutierrez pretende fazer um condomínio no local.   A modelo mineira Amanda Faiçal, que há alguns anos conquistou a Big Apple, veio matar as saudades de BH, antes do Carnaval. Aqui, foi clicada por Tom Andrade, em ensaio para revista inglesa.   “Foi a primeira vez que fotografei com o Tom e fiquei maravilhada”, conta a bela, que arrumou as malas para Tulum, no México, onde posou para um catálogo, e de lá voou direto para Nova York, sua atual morada.   BH recebe o 4º Festival do Japão em Minas, dias 27 e 28 de fevereiro e 1º de março, no Expominas. O evento promove intercâmbio entre Brasil e Japão, com gastronomia, danças, artes marciais, concurso de Miss Nikkei e de Cosplay.   Celina Locks, modelo que ganhou os holofotes ao ser clicada ao lado de Ronaldo Fenômeno no Baile da Vogue, estrela a campanha Outono/Inverno da Água Fresca Lingerie. “Festa Espetáculo”, coleção assinada por Júlia Zingoni, é inspirada no rococó francês.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave