Empresas de telefonia de Cuba e EUA anunciam acordo

Contrato, que ainda precisa passar por aprovação do governo americano, é primeiro na área de telefonia desde o anúncio do reatamento das relações entre os dois países

iG Minas Gerais | Folhapress |

A empresa americana de telefonia IDT anunciou nesta sexta (20) um acordo com a Etecsa, estatal telefônica cubana, que permitirá, segundo comunicados das duas companhias, a "interconexão direta" entre os EUA e Cuba.

O acordo -que ainda depende da aprovação do governo americano- é o primeiro na área de telefonia desde o anúncio do reatamento das relações entre os dois países, em dezembro de 2014, depois de 53 anos de rompimento.

Na ocasião do anúncio, o presidente americano, Barack Obama, disse que empresas de telecomunicações do país poderiam passar a oferecer serviços a Cuba -até então, a telefonia cubana não podia se conectar aos cabos submarinos de fibra óptica dos EUA.

Baseada em Nova Jersey, a IDT vende cartões de desconto em chamadas internacionais a comunidades de imigrantes. Conforme a empresa, o acordo com a Etecsa vai permitir a venda de cartões de celular pré-pago para cubanos e a conexão de chamadas de outras operadoras com números de telefone da ilha.

A taxa cobrada por Cuba para chamadas internacionais está entre as mais caras do mundo -a expectativa é que os serviços fiquem mais baratos. A Etecsa controla telefonia fixa, celular e o acesso à internet, que é restrito no país.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave