Medicamento Benzilpenicilina está em falta em unidades de saúde de BH

Problema pode ser atribuído a falta de penicilina, que é base do antibiótico, no mercado; Secretária Municipal de Saúde informou já ter feito três pregões, mas nenhuma empresa fornecedora de matéria prima se candidatou

iG Minas Gerais | BRUNA CARMONA |

O medicamento Benzilpenicilina (Benzetacil), antibiótico utilizado no tratamento de pneumonia e em infecções de garganta, está em falta nas unidades de saúde de Belo Horizonte. A informações foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (Smsa) na tarde desta sexta-feira (20).

O problema pode ser atribuído a falta de matéria prima, no caso a penicilina, que é base do antibiótico, no mercado. Só em 2014, segundo a Smsa, três pregões eletrônicos licitatórios foram realizados, no entanto nenhum fornecedor apresentou proposta.

Ainda de acordo com o órgão, o estoque de Benzilpenicilina disponível nas unidades de saúde da capital está reservado para o tratamento de gestantes com Sífilis. Nesses casos, não existem outras alternativas terapêuticas para o paciente.

Mas para pessoas que apresentaram outro tipo de diagnóstico, a secretária informou que há disponível nas unidades de saúde medicamentos substitutos. No caso de faringite, a rede do SUS disponibiliza gratuitamente Amoxicilina, Amoxicilina e clavulanato e Azitromicina.

Em dezembro de 2014, a repórter Dayse Resende, repórter de O TEMPO, denunciou a falta de medicação, inclusive o Benzetacil, em postos de saúde de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Na ocasião, a repórter publicou o trecho do desabafo de uma médica revoltada com a situação. No vídeo postado no Facebook, no dia 24 de dezembro, mostra o desespero de uma médica da UAI Sete de Setembro diante da falta de medicamentos.

Na gravação, a funcionária aparece relatando o problema a pacientes. Ela pede que eles tenham paciência. “Não quero ser agredida por ninguém por coisas que eu não tenho como mudar, que não dependem de mim. Amo o meu trabalho, só que ultimamente eu to querendo pedir férias de pelo menos uns seis meses”, desabafou.

Leia tudo sobre: MedicaçãoBenzilpenicilinaBHBetim