Protesto barra embarcação de cem funcionários em plataformas do ES

A manifestação durou toda a manhã e início de tarde, quando os trabalhadores foram liberados para irem a hotéis da cidade e os voos para as plataformas remarcados

iG Minas Gerais | Folhapress |

Em protesto por melhores condições de segurança, sindicatos dos petroleiros impediram, nesta sexta-feira (20), o embarque de cerca de cem funcionários da Petrobras e de empresas terceirizadas do aeroporto de Vitória a plataformas do Espírito Santo.

A manifestação durou toda a manhã e início de tarde, quando os trabalhadores foram liberados para irem a hotéis da cidade e os voos para as plataformas remarcados, segundo Davidson Lomba, um dos diretores da entidade no Estado.

No último dia 11, explosão do navio-plataforma Cidade de São Mateus matou seis funcionários no litoral do ES. Três pessoas ainda estão desaparecidas. A embarcação é de propriedade da BW Offshore, que presta serviço para a Petrobras em extração de óleo e gás.

"Fizemos esse ato para evitar novos incidentes a bordo, como o que aconteceu com a plataforma da BW", afirmou Lomba.

Segundo o sindicato, o protesto desta sexta impediu funcionários de embarcarem em quatro plataformas. Entre os relatos de problemas que a entidade de classe diz ter coletado, estão o vazamento de produtos químicos e a falta de isolamento em sistemas elétricos.

Lomba diz que as demandas só serão apresentadas às empresas na próxima semana.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave