Holandeses depredam fonte em Roma e prefeito fala em cidade devastada

Alguns torcedores do Feyenoord entraram em conflito com a polícia local; 23 foram detidos

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Os hooligans e os agentes entraram em confronto na Praça da Espanha
Reprodução Twitter
Os hooligans e os agentes entraram em confronto na Praça da Espanha

- O centro de Roma foi palco de confrontos nessa quinta-feira entre os torcedores do Feyenoord, da Holanda, e a polícia local. Os holandeses foram acompanhar a partida contra a Roma, terminada em 1 a 1, pela Liga Europa. Pelo menos 23 torcedores foram presos.

Por diversas vezes, os hooligans e os agentes entraram em confronto na Praça da Espanha e, em um deles, um grupo de holandeses chegou a lançar sinalizadores e garrafas contra as forças de segurança.

A fonte "Barcaccia" --que acabou de passar por uma restauração completa-- foi bastante afetada e já apresenta rachaduras e pequenas áreas do mármore quebradas. A prefeitura de Roma estima que o prejuízo chegou a R$600 mil e vai pedir ao Feyenoord para arcar com o conserto da fonte. 

"Roma devastada e ferida. Estou em contato com o prefeito e o embaixador da Holanda. Isso não termina aqui", escreveu no Twitter o prefeito de Roma, Ignazio Marino.

A situação foi tão grave que a maior parte do comércio e dos restaurantes do centro da capital italiana foram obrigados a fechar para evitar danos ainda maiores. Segundo eles, as lojas estavam sendo saqueadas pelos torcedores, que pegavam bebidas e saíam sem pagar.

Leia tudo sobre: feyenoordholandaromaitaliaconflitopoliciafonteprefeituraliga da europa