Polícia prende suspeitos de assassinar holandês no Maranhão

O corpo de Ronald já foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) e deverá ser cremado ainda esta semana

iG Minas Gerais | da redação |

A polícia de São Luís confirmou que duas pessoas foram presas suspeitas de participar do assassinato do turista holandês Ronald Wolbeek, de 60 anos. Segundo o delegado Jeffrey Furtado, em entrevista ao portal G1, um terceiro suspeito ainda está sendo procurado pela polícia.

Maria Rawi, 69 anos e esposa de Ronald, afirmou à polícia que os dois dormiam no veleiro em que viajavam, quando foram surpreendidos pelo alarme da embarcação. O holandês foi verificar o que acontecia, quando encontrou três homens armados, que atiraram duas vezes. Um dos tiros acertou o turista que veio a falecer no local.

A esposa do turista, que está morando de favor em uma pousada na capital maranhense, afirmou estar muito descontente com a investigação policial. Ela afirma que está sendo tratada como suspeita ao invés de como vítima.

O corpo de Ronald já foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) e deverá ser cremado ainda esta semana. Só após o procedimento as cinzas dele devem ser enviadas para a Holanda.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave