Dos 836 escolares vistoriados pela BHTrans, 11% foram reprovados

Os veículos reprovados tem de 10 a 15 dias para solucionar as irregularidades e passar por nova vistoria no órgão

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

O condutor do carro também será avaliado e precisará apresentar, a cada dois anos, certidões civis e criminais e, anualmente, um atestado de saúde com aptidão
CÉSAR TROPIA/O TEMPO 2005
O condutor do carro também será avaliado e precisará apresentar, a cada dois anos, certidões civis e criminais e, anualmente, um atestado de saúde com aptidão

Nas vistorias feitas em transportes escolares pela Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) durante o mês de janeiro de 2015, um total de 11% dos 836 escolares que procuraram o órgão foram reprovados pelo órgão, ainda de acordo com um balanço divulgado nesta sexta-feira (20). No primeiro mês do ano, devido ao retorno às aulas, o número de veículos que passam pela vistoria  costuma aumentar cerca de 60%. 

O restante dos 89% dos profissionais aprovados na vistoria receberam um selo de "aprovado 1º semestre", que fica afixado no pára-brisa e deve ser sempre observador por pais que buscam um transporte seguro para os filhos. As vistorias da BHTrans são feitas semestralmente, mas distribuídas ao longo de todo o ano, com uma média de 550 vistorias por mês. Em janeiro e julho, meses de férias escolares, acontece um aumento de 60% e 50%, respectivamente.

Os proprietários de escolares que foram reprovados tem de 10 a 15 dias para solucionarem os problemas e retornarem à empresa, quando passarão por nova vistoria para serem autorizados. Entretanto, se o motorista deixar de submeter o seu veículo às vistorias nos prazos e datas estabelecidos, ele é multado em R$ 242,32. Caso seja flagrado realizando o transporte, a multa é duplicada e o meio de transporte fica apreendido.

Entre os itens que passam por vistoria estão equipamentos obrigatórios, como cintos de segurança, freios, parte elétrica e mecânica, além de layout e emissão poluentes dentro dos padrões da BHTrans. Ainda conforme a empresa, normalmente, 60% dos veículos são aprovados, 30% reprovados com autorização provisória para regularizar os itens que não comprometem a segurança, como estofado rasgado, e os outros 10% costumam ser reprovados por comprometer a segurança das crianças e são impedidos de circular até que os problemas sejam resolvidos.

Durante todo o ano de 2014, a empresa que administra o trânsito e os transportes da capital realizou um total de 6.219 vistorias, tendo, assim como no mês de janeiro, 89% de aprovação. A frota de transportes escolares de Belo Horizonte é de 2.032 veículos com idade média de 6,23 anos, sendo 1.632 microônibus/van, 381 ônibus e 9 kombis.

Por fim, o balanço da empresa reafirma que os escolares é uma excelente alternativa para facilitar a vida de pais e alunos, além de aliviar o trânsito, já que uma van com 12 crianças pode representar até 11 veículos menores a menos na proximidade das escolas.

Veja as dicas dadas pela BHTrans para os pais garantirem a segurança de seus filhos: - Procure o selo da BHTRANS no para-brisa do veículo; - Motoristas do Transporte Escolar devem portar o Registro de Condutor (crachá de identificação) da BHTRANS e a Autorização de Tráfego. Neste último documento, os pais podem conferir a data da próxima vistoria. - Confirme se o serviço oferece um acompanhante (ou monitor). A presença desse profissional é obrigatória para veículos com capacidade superior a 20 lugares; - Se o serviço possuir um acompanhante, ele também deve estar cadastrado na BHTRANS e possuir o Registro de Acompanhante. - É obrigatório que o prestador de serviço de Transporte Escolar firme um contrato com os pais ou responsáveis pela criança. - Exija que os veículos tenham cadeirinha para transporte de crianças com até quatro anos de idade. - Sempre utilize o cinto de segurança - O cinto é fundamental para proteger o seu filho em caso de acidentes. A lei não permite que crianças sejam transportadas no colo. Se verificar alguma irregularidade, denuncie pelo 156.  Com o trabalho conjunto, a BHTRANS e a população vão resguardar a vida das crianças e valorizar o serviço prestado pelo transportador regular. 

Leia tudo sobre: escolaresvistoriabhtranstransporte escolarautorizados11%reprovados89%aprovados