Tiroteio deixa 5 mortos e reservatório de água perfurado no Rio

Segundo a PM, quatro pistolas e um fuzil foram apreendidos; cerca de 30 policiais do Bope realizam uma operação para reprimir o tráfico de drogas na favela Jorge Turco

iG Minas Gerais | Folhapress |

Uma intensa troca de tiros entre criminosos e policiais militares do Bope (Batalhão de Operações Especiais) deixou cinco suspeitos mortos na manhã desta sexta-feira (20) na favela Jorge Turco, em Rocha Miranda, zona norte do Rio. Durante o confronto, um reservatório de água também foi perfurado por vários disparos.

Os suspeitos baleados chegaram a ser levados para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, bairro vizinho na zona norte, mas não resistiram aos ferimentos. Segundo a PM, quatro pistolas e um fuzil foram apreendidos com os cinco feridos.

Até as 10h, os nomes dos suspeitos mortos não haviam sido divulgados. De acordo com funcionários do hospital, os cinco deram entrada na unidade sem documentos de identificação.

Cerca de 30 policiais do Bope realizam uma operação para reprimir o tráfico de drogas na favela Jorge Turco -desde às 5h desta sexta. Os agentes contam com o apoio de um veículo blindado. Mais cedo, um carro roubado foi recuperado na favela, mas ninguém foi preso até agora. O caso foi registrado na 29ª DP (Madureira).

A Cedae (companhia estadual de águas e esgotos) informou que o abastecimento de água já foi cortado na região para que seja feito o reparo no reservatório perfurado.

Leia tudo sobre: tiroteiorio de janeirofavela