Por outro lado, eles não têm manchas

iG Minas Gerais | Litza Mattos |

Para aumentar a proteção da pele, principalmente no verão, a dermatologista Ligia Kogos orienta seus pacientes a reforçarem a alimentação com frutas e legumes ricos em betacaroteno (mamão, cenoura e abóbora, por exemplo).  

“Certa vez um paciente jovem ruivo me falou que depois que fez a suplementação com a vitamina, a relação dele com o sol mudou, pois já não se queima com tanta facilidade. O betacaroteno contribui para maior proteção”, explica.

Além das doenças de pele, Ligia afirma que os ruivos são mais sensíveis a ter catarata, que também está intimamente ligada à radiação, mas, por outro lado, “ruivas nunca terão melasma, manchas que as brasileiras tanto se queixam. As sardas são mais fáceis de tratar, além de serem menos vulneráveis a queloides”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave