Sorteio coloca nove brasileiros no tatame no primeiro dia do Gran Prix

Competição, que terá início nesta sexta-feira, será realizada em Dusseldorf, na Alemanha, e contará com a presença de 22 judocas do Brasil

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

LUIZ PIRES / VIPCOMM
undefined

Os atletas brasileiros já conhecem os seus adversários na disputa do Gran Prix de Dusseldorf, na Alemanha. Após o sorteio, realizado na tarde desta quinta-feira, ficou definido que nove dos 22 atletas do país entrarão no tatame no primeiro dia da competição, que se inicia nesta sexta-feira, dia 20, e vai até domingo, dia 22. Os confrontos acontecem no Mitsubishi Electric Halle e a primeira fase será disputada a partir 8h (de Brasília). Já o bloco final será disputado a partir das 14hs (de Brasília).

Darão início à participação brasileira na disputa os judocas Sarah Menezes (48kg), Gabriela Chibana (48kg), Érika Miranda (52kg), Jéssica Pereira (52kg), Rafaela Silva (57kg), Ketleyn Quadros (57kg), Eric Takabatake (60kg), Phelipe Pelim (60kg) e Ricardo Santos Jr (66kg).

O judoca Eric Takabatake terá pela frente o etíope Yared Negusse Dechassa. Caso se classifique, terá que encarar o japonês Naohisa Takato, atual número 5 do mundo e campeão mundial em 2013. Apesar da pedreira que pode ter pela frente, o brasileiro se diz confiante em bons resultados, principalmente pela preparação que foi realizada em Saquarema, no Rio de Janeiro, que contou com a presença dos melhores judocas do mundo.

“O Grand Prix terá um nível técnico muito alto. Mas neste ano, graças aos treinamentos de campo, tive uma grande preparação para esta competição. Acredito que posso ir bem e, se Deus quiser, trazer essa medalha”, declarou.

Phelipe Pelim terá pela frente o espanhol Joaquin Gomis. No meio leve, Ricardo Santos Júnior aguarda o vencedor do confronto entre o armênio Davit Ghazaryan e o geórgio Tornike Tatarashvili.

Pelo feminino, as medalhistas de três categorias serão conhecidas nesta sexta-feira. Gabriela Chibana faz sua primeira luta contra a alemã Katharina Menz. Se vencer, enfrenta a sul-coreana Bo Kyeong  Jeong, 14ª colocada no ranking mundial. No ligeiro, a cabeça de chave número 2 do ranking e um dos destaques do Brasil no judô, Sarah Menezes, aguarda o duelo entre a israelense Shira Rishony e a atleta de  Hong Kong, Chor Yan Wong, para conhecer a sua adversária.

“Começo esta temporada bem determinada, com a meta de estar no pódio em todas as competições. A competição vai estar muito forte mas espero não ter dificuldades para cumprir meu objetivo”, afirmou Sarah.

No meio leve, Jéssica Pereira pega a neozelandesa Justine Bishop e Érika Miranda duela com a eslovena Petra Nareks. No leve, Rafaela Silva vai estrear contra a turca Derya Cibir. Já Ketleyn Quadros terá que apresentar o seu melhor se quiser derrotar sua primeira adversária, a mongol Sumiya Dorjsuren, vice-campeã do GP de Dusseldorf no ano passado e atual oitava do mundo.

Ketleyn acredita que a boa preparação pode ser uma aliada a seu favor. “As melhores seleções do mundo vão estar em Dusseldorf. Vamos ser muito exigidas, mas estou bem preparada, vindo de uma sequência dura de treinamentos. Isso foi fundamental porque a maior dificuldade em outros anos era manter o nível desses treinos durante o fim do ano, no período de festas”.

No dia 21, sábado, é a vez dos outros brasileiros iniciarem a briga por medalhas nas seguintes categorias: Mariana Silva (63kg), Danielle Karla Oliveira (63kg), Bárbara Timo (70kg), Alex Pombo (73kg), Marcelo Contini (73kg), Leandro Guilheiro (81kg) e Felipe Costa (81kg). Fecham a participação brasileira na competição alemã, Samanta Soares (78kg), Rochele Nunes (+78kg), Eduardo Bettoni (90kg), Luciano Corrêa (100kg), Rafael Buzacarini (100kg) e Walter Santos (+100kg).

No Gran Prix de Dusseldorf, em 2014, o Brasil conquistou uma medalha de ouro, com Luciano Correa (100kg) e quatro de bronze Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva (+100kg), Érika Miranda (52kg) e Ketleyn Quadros (57kg). 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave