Pelo segundo ano consecutivo, Mineirão recebe Selo Verde

"Honraria" é ofertada pelo Instituto Chico Mendes, que avalia desde questões energéticas e hídricas até a gestão ambiental

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

90% da energia gerada no Mineirão é injetada na rede de distribuição da Cemig
RENATO COBUCCI / SECOM MG
90% da energia gerada no Mineirão é injetada na rede de distribuição da Cemig

O projeto do novo Mineirão, criado conforme preceitos ambientais e de sustentabilidade, segue bem avaliado. Pelo segundo ano consecutivo, o Gigante da Pampulha recebeu o Selo Verde do Programa de Certificação pelo Compromisso com a Gestão Socioambiental Responsável (Procert), do Instituto Chico Mendes.

A Minas Arena, consórcio que gere o estádio, passou por uma avaliação de especialistas nas áreas de Direito Ambiental, Gestão de Negócios, Gestão Pessoal, Gestão Ambiental e Biologia. Eles analisaram desde questões energéticas e hídricas até a gestão ambiental para conceder o selo novamente para o Mineirão. Em 2014, o estádio também já tinha recebido Selo Platinum do U. S. Green Building Council (USGBC), órgão responsável pela certificação utilizada em 143 países para incentivar a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade. A reforma do Gigante da Pampulha, concluída em 2013, trouxe muitas novidades em relação ao antigo estádio. Além da modernização, a cobertura do campo passou a reaproveitar a água da chuva e a capitar energia solar, dentre outras tecnologias para deixá-lo mais sustentável.