EI toma universidade de Sirte na Líbia

Segundo os moradores, os 'jihadistas', que na semana passada tomaram o controle de uma rádio local e de edifícios administrativos, também dominaram o centro Ouagadugu

iG Minas Gerais | AFP |

'Jihadistas' que afirmam pertencer ao braço líbio do grupo Estado Islâmico (EI) tomaram o controle, nesta quinta-feira, da universidade de Sirte, onde os cursos tiveram que ser suspensos, informaram testemunhas.

Um professor, que pediu para ter sua identidade preservada, explicou à AFP que a universidade havia anunciado a suspensão dos cursos e o adiamento das provas, depois que o braço líbio do EI tomou o controle das instalações.

Outro habitante desta cidade situada a 450 km a leste de Trípoli confirmou a informação sem dar mais detalhes.

Um comboio de cerca de sessenta veículos pertencentes a esta organização jihadista desfilou na véspera na cidade, informaram testemunhas à AFP.

As redes sociais publicavam nesta quinta-feira imagens, tiradas pelo EI, com dezenas de jihadistas encapuzados a bordo de veículos armados com canhões antiaéreos e com bandeiras pretas do movimento extremista.

Segundo os moradores, os 'jihadistas', que na semana passada tomaram o controle de uma rádio local e de edifícios administrativos, também dominaram o centro Ouagadugu, onde o ex-ditador Muamar Kadhafi organizava cúpulas africanas e árabes.

Sirte, bastião do grupo jihadista Ansar Asharia, considerada uma organização terrorista pelas Nações Unidas, é a cidade natal de Kadhafi, que morreu em 2011 assassinado por rebeldes líbios.

Esta demonstração de força acontece depois de a coalizão Farj Libya, que controla desde o verão passado Trípoli e grande parte do oeste da Líbia, enviar uma força para "restabelecer a segurança na cidade".

Contudo, por enquanto, o EI e o Farj Libya, coalizão formada em sua maioria por milícias islamita, se observam de longe sem iniciar confrontos, constatou a AFP.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave