Figo propõe expansão da Copa do Mundo para 40 ou 48 seleções

O ex-jogador disse também que uma porcentagem maior da receita da Fifa deve ser gasta com o desenvolvimento das categorias de base

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Nesta quinta-feira, o português lançou oficialmente a campanha à presidência da Fifa, no estádio de Wembley, na Inglaterra
Reprodução/ Twitter Figo
Nesta quinta-feira, o português lançou oficialmente a campanha à presidência da Fifa, no estádio de Wembley, na Inglaterra

Candidato à presidência da Fifa, o português Luís Figo propôs nesta quinta-feira (19), durante o lançamento da sua campanha, no estádio Wembley, na Inglaterra, aumentar o número de seleções que participam da Copa do Mundo de 32 para 40 ou 48.

"Acredito que devemos considerar propostas de expandir a competição para 40 ou 48 times na Copa. Ambas opções são possíveis com três a quatro dias extras de torneio. Se a expansão acontecer, acredito que os times adicionais devem vir de nações não europeias", disse Figo.

A opção com 40 seleções consiste em oito grupos de cinco equipes cada um. A terceira proposta, com 48 times, forçaria uma disputa de dois torneios simultâneos com 24 países cada um em dois continentes diferentes. Esses dois campeonatos se juntariam na segunda fase, de acordo com o português.

O ex-jogador disse também que uma porcentagem maior da receita da Fifa deve ser gasta com o desenvolvimento das categorias de base.

Figo é um dos três homens que desafiam o atual presidente da Fifa, Joseph Blatter. Michael Van Praag, presidente da Associação Holandesa de Futebol, e o príncipe Ali bin Al-Hussein, da Jordânia, membro do comitê executivo da Fifa, também concorrem ao posto.

A eleição acontece no Congresso da Fifa, em Zurique, na Suíça, no dia 29 de maio.

Leia tudo sobre: luis figofifacandidaturawembleyjoseph blatter