Ganso reclama de apito e diz que árbitro roubou o São Paulo

Meia tricolor disse que já esperava que o Corinthians fosse favorecido na partida

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Ganso acabou de se recuperar de outra lesão
Wander Roberto/VIPCOMM
Ganso acabou de se recuperar de outra lesão

O meia Paulo Henrique Ganso se revoltou com o árbitro Ricardo Marques Ribeiro por não marcar falta no empurrão dado por Emerson em Bruno no lance do segundo gol corintiano (marcado pelo meia Jadson) na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo. O camisa 10 são-paulino disse que o juiz deveria sair de "camburão" de Itaquera e que já imaginava um apito favorável ao rival. "Desde o começo, falei para a diretoria trazer um juiz de fora, isso não aconteceu. Lógico que se apitar juiz do futebol brasileiro ia puxar para o Corinthians" disse o meia, à TV Globo. Na entrevista concedida à SporTV, Ganso foi ainda mais duro nas críticas. "Aquilo não foi erro, foi roubo. Se fosse o Serginho Chulapa, ia no vestiário bater nele. Mas como isso não pode mais no futebol, o que o juiz fez foi palhaçada mesmo", afirmou. Alheios às reclamações, os corintianos festejaram a boa largada no Grupo 2 da Copa Libertadores. "Foi uma vitória importante porque a competição é extremamente competitiva e vencemos uma equipe fortíssima, uma das melhores. Isso nos dá moral para a sequência do trabalho", afirmou Emerson. "Nossa equipe está encaixada. Temos que elogiar o Tite por ter colocado o método de trabalho dele", completou Jadson.

Leia tudo sobre: sao paulocorinthianslibertadoresgansoapitoarbitragemroubo