Detida malaia de 14 anos que queria ir para a Síria se juntar ao EI

Inspetor-geral da Polícia informou que a jovem planejava se casar com um malaio de 22 anos, que estuda no Egito, antes de ambos viajarem para Istambul

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

As autoridades da Malásia detiveram uma jovem de 14 anos que tentava viajar para a Síria a fim de se juntar ao grupo jihadista Estado Islâmico, informa nesta quinta-feira (19) a imprensa. A jovem foi detida terça-feira (17) pela unidade antiterrorismo da polícia, no aeroporto de Kuala Lumpur, quando se preparava para embarcar rumo ao Cairo.

O inspetor-geral da Polícia, Khalid Abu Bakar, informou que a jovem planejava se casar com um malaio de 22 anos, que estuda no Egito, antes de ambos viajarem para Istambul, onde tentariam cruzar a fronteira para a Síria.

“Descobrimos que tinha estado em contato com dois militantes malaios que se encontram na Síria. Continuaremos a investigar para descobrir quem está por trás do recrutamento de jovens para o Estado Islâmico”, disse o inspetor em comunicado citado pelo jornal The Star.

“Não permitiremos que a Malásia seja usada como campo de treino ou esconderijo para terroristas ou militantes. Quem quer que ajude ou apoie um terrorista será detido”, acrescentou Khalid Abu Bakar.

Esse caso eleva para 68 o número de malaios detidos desde 2013 por suspeita de ligações com o terrorismo, entre eles funcionários do Estado e das Forças Armadas.

Leia tudo sobre: estado islâmicomalásiajihadistasjovem