Seleção de judô já está na Alemanha e aguarda sorteio das chaves

Competição ocorrerá entre os dias 20 e 22 de fevereiro, com 22 atletas brasileiros em busca de medalhas para o país

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Equipe brasileira posa para foto e segue confiante para o Gran Prix na Alemanha
CAZUO PRODUÇÕES / CBJ
Equipe brasileira posa para foto e segue confiante para o Gran Prix na Alemanha

A seleção brasileira de Judô já está na Alemanha para a disputa do Gran Prix de Dusseldorf. Enquanto aguardam a disputa da competição, que ocorrerá entre os dias 20 e 22 de fevereiro, os 22 competidores brasileiros irão acompanhar, nesta quinta-feira, às 17h (de Brasília) o sorteio das chaves.

As categorias feminina de 48kg, 52kg, 57kg, 63kg e 70kg, e a masculina de 60kg, 66kg, 73kg e 81kg darão o pontapé inicial, na sexta-feira (20). No sábado (21), é a vez dos homens das categorias  90kg, 100kg e +100kg e das mulheres dos pesos 78kg e +78kg entrarem no tatame. As finais das categorias disputadas no sábado serão realizadas apenas no domingo (22).

Representarão o Brasil no Gran Prix os judocas Sarah Menezes (48kg), Gabriela Chibana (48kg), Érika Miranda (52kg), Jéssica Pereira (52kg), Rafaela Silva (57kg), Ketleyn Quadros (57kg), Mariana Silva (63kg), Danielle Karla Oliveira (63kg), Bárbara Timo (70kg), Samanta Soares (78kg) e Rochele Nunes (+78kg); Eric Takabatake (60kg), Phelipe Pelim (60kg), Ricardo Santos Jr (66kg), Alex Pombo (73kg), Marcelo Contini (73kg), Leandro Guilheiro (81kg), Felipe Costa (81kg), Eduardo Bettoni (90kg), Luciano Corrêa (100kg), Rafael Buzacarini (100kg) e Walter Santos (+100kg).

Depois da competição, a maior parte dos lutadores brasileiros permanecerá na Alemanha, até o dia 26 de fevereiro, em Dusseldorf, para se preparar para as próximas competições. Os homens seguirão para a Polônia para disputar o aberto de Varsóvia. Já a equipe feminina, com exceção das judocas Érika Miranda, Rafaela Silva e Sarah Menezes, participará do aberto de Praga, na República Tcheca.

Leia tudo sobre: MundialJudoGran PrixAlemanhaDusseldorfdisputacompeticao