Trio sequestra familiares que iam buscar caminhoneiro detido pela PM

Vítimas são o genro e o cunhado do motorista, que tinham acabado de chegar à companhia para pagar uma multa; eles foram rendidos por três homens que exigiram dinheiro e 'fizeram a limpa' na casa de um deles

iG Minas Gerais | Jhonny Cazetta |

O genro e o cunhado de um caminhoneiro que se envolveu em um acidente de trânsito na noite dessa terça-feira (17), foram vítimas de um sequestro relâmpago quando chegavam ao batalhão da Polícia Militar (PM) para pagar a multa recebida pelo motorista. Eles foram rendidos por três homens quando haviam acabado de estacionar o carro para ir ao encontro do familiar que estava detido. Além de roubar o dinheiro que as vítimas usariam para pagar a multa, os assaltantes ainda fizeram a limpa na casa de um deles.

De acordo com a polícia, tudo começou por volta das 23h dessa terça, quando o caminhoneiro se envolveu em um acidente com um Ford Ka, na avenida Portugal, na região da Pampulha. O motorista apresentava sinais de embriaguez, se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi levado para a 16ª Cia de Polícia Militar, no bairro Planalto. Assim que a família foi comunicada sobre o ocorrido, o genro e o cunhado do caminhoneiro foram ao local para pagar a multa que ele recebeu e, quando tinham acabado de sair do carro, foram rendidos por três homens.

Os assaltantes ordenaram que eles voltassem para o carro, um Toyota Etios prata, e exigiram dinheiro. As vítimas argumentaram que não tinham mais do que a quantia destinada ao pagamento da multa, mas os suspeitos disseram que eles estavam mentindo e foram de carro até um caixa eletrônico, onde tentaram fazer saques nas contas da dupla. Ao constatar que não não havia dinheiro, os assaltantes perguntaram o endereço de uma das vítimas e foram até a casa de um deles, em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. De lá, os bandidos levaram roupas, aparelhos de TV, video game e notebook, além do dinheiro que estava na casa.

Depois que os suspeitos “fizeram a limpa” no imóvel, as vítimas ainda tiveram que indicar o caminho de volta para os bandidos. O genro e o cunhado do caminhoneiro foram libertados em frente ao Mineirão, na região da Pampulha. Eles contaram à polícia que foram agredidos e receberam várias ameaças durante o tempo em que estiveram em poder dos assaltantes.

Até o momento, ninguém foi preso. O caso está sendo registrado no Detran.

Leia tudo sobre: sequestro relâmpagopampulhaplanaltoacidentemultabatalhão