Com torcida dividida, Nadal vence Bellucci e avança no Rio Open

Com a vitória, espanhol enfrentará agora o compatriota Pablo Carreño Busta

iG Minas Gerais | AFP |

Campeão da primeira edição do torneio, Rafael Nadal marcou um placar de 6-4 e 6-1
Rio Open/Divulgação
Campeão da primeira edição do torneio, Rafael Nadal marcou um placar de 6-4 e 6-1

O espanhol Rafael Nadal, atual campeão e primeiro cabeça de chave da competição, venceu o brasileiro Thomaz Bellucci na estreia no ATP 500 Rio Open, numa partida que dividiu o público que lotou a quadra central, nesta terça-feira.

Com muitos admiradores cariocas, Nadal se sentiu em casa contra Bellucci e foi ovacionado pelo público quando entrou em quadra para o duelo estelar do segundo dia de disputa do Rio Open.

Bellucci também contou com o apoio da torcida, que se dividiu entre empurrar o compatriota e apoiar o ídolo espanhol. O brasileiro, porém, encarou com naturalidade a situação.

"Normal isso, o cara ganhou nove Roland-Garros e é claro que tem que respeitar. Ele tem uma legião de fãs no mundo inteiro e no Brasil não seria diferente. Mas eu não pensei muito nisso, entrei pensando no jogo mesmo e muita gente torceu por mim", declarou.

Esse vai e vem dos torcedores pareceu influenciar a partida e, no primeiro set, os dois tenistas trocaram cinco quebras de saque seguidas, levando o público à loucura.

"Acho que no primeiro set eu cometi alguns erros não-forçados que me complicaram, como quando errei um forehand em cima da rede quando podia fechar o game. No segundo set, as minhas bolas entraram mais e pude impôr meu jogo", declarou o espanhol após a partida.

Inconsistência de Bellucci

Na primeira quebra da partida, quando os dois tenistas empatavam em 2 a 2, Bellucci ainda consegui salvar cinco breaks, mas uma dupla-falta do brasileiro, que voltou a mostrar a velha inconsistência, acabou dando a parcial para o atual campeão.

Em alguns momentos, o paulistano mostrou lances de gênio que fazem lembrar aquele jogador que chegou a ser o 21º tenista do ranking mundial em 2010. Em outros, acabou cometendo erros bobos e inaceitáveis neste nível.

O melhor exemplo dessa inconsistência pôde ser vista no primeiro game do segundo set, no qual Bellucci começou com uma dupla-falta, mas, em seguida, acertou uma 'deixadinha' e um 'lob' por cima do espanhol.

No mesmo game, porém, o paulista terminou com mais duas duplas-faltas, dois presentes que deram a parcial a Nadal.

"No primeiro set eu estava muito consistente e ele começou a errar muito em função dos meus acertos. Eu sabia que hoje eu tinha que sacar bem, mas não senti meu saque em nenhum momento. Acho que ele jogou muito cômodo no segundo", analisou Bellucci.

Com a vitória, Nadal enfrentará agora o compatriota Pablo Carreño Busta, que venceu o argentino Carlos Berlocq em três sets, 6-3, 6-7, 6-0.

"Conheço bem Pablo. Ele até treinou comigo e é um dos melhores tenistas da nova geração espanhola. Sei que ele joga muito bem, só espero que no nosso confronto ele não esteja tão bem assim", brincou Nadal ao analisar seu próximo adversário.

O Rio Open de tênis é disputado no Jockey Club do Rio de Janeiro sobre saibro entre os dias 16 e 22 de fevereiro. A premiação total é de 1,5 milhão de dólares.

Leia tudo sobre: nadalbelluccitênisrio openaberto do rio