Vale tudo na euforia de Olinda

De Homem Aranha a bonecos gigantes, o ecletismo tomou conta do último dia de Carnaval

iG Minas Gerais | Aline Diniz |

Aos 25 anos, desfile do Bloco das Carmelitas voltou a reunir milhares no Rio
Fernando Maia/ Riotur
Aos 25 anos, desfile do Bloco das Carmelitas voltou a reunir milhares no Rio

Vestido com a fantasia do super-herói Homem-Aranha, um folião fez sucesso no Carnaval de Olinda (PE), virou celebridade e pousou para fotos ontem com crianças e fãs após circular por cima de alguns prédios. Em cima dos telhados das casas históricas da cidade histórica, o Homem-Aranha arrancou gritos e aplausos dos foliões que lotavam as ruas.

O super-herói conversou com a reportagem de O TEMPO, mas preferiu preservar sua identidade secreta. Ele disse que tem várias vestimentas do personagem e que a usada nesta terça de Carnaval custou R$ 2.500 e é feita de borracha. “O Brasil está precisando de super-heróis, principalmente em Brasília”, disse, antes de partir saltando pelo telhado.

Despedida. Centenas de pessoas lotaram as ladeiras de Olinda para aproveitar o último dia de folia debaixo de sol e calor de mais de 30 graus com vários blocos se encontrando no Quatro Cantos, famoso cruzamento de quatro ruas.

80 blocos no Rio

No Carnaval do Rio de Janeiro, cerca de 80 blocos desfilaram ontem. Pela manhã, o Carmelitas, com 25 anos, percorreu as ruas do bairro de Santa Tereza. Já o Rio Maracatu desfilou na orla de Ipanema, e, no fim da tarde, teve o Banda de Ipanema. Na Tijuca, foi a vez do Se me Der Eu Como. E milhares de pessoas foram ao Aterro do Flamengo para a apresentação da Orquestra Voadora. Fundado em 2008 por 13 amigos músicos, o bloco reúne 320 componentes que se encontram durante o ano. Por causa do alto custo, a Orquestra Voadora quase não desfilou neste ano.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave