Minas Gerais pode ter todos os seus quatro times na próxima fase

Enquanto Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube já estão classificados, MOC e UFJF ainda brigam para garantir presença

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

UFJF, que disputa Superliga pela quinta vez, não depende somente de si para conseguir classificação inédita
Divulgação
UFJF, que disputa Superliga pela quinta vez, não depende somente de si para conseguir classificação inédita

 

Pela primeira vez na história da Superliga, Minas Gerais pode colocar quatro times entre os classificados para os playoffs do maior torneio do país. Enquanto Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube já garantiram presença na segunda fase da competição com duas rodadas de antecedência, UFJF e Montes Claros Vôlei brigam para chegar entre os oito primeiros colocados. Na atual temporada, cinco times brigam por duas vagas para completar o G-8. Vôlei Canoas-RS, Ziober-Maringá-PR, Montes Claros Vôlei, UFJF e Voleisul-Paquetá-Esportes-RS, estão na briga e, ocupam da quinta à nona posição da tabela de classificação, nesta ordem.

Apesar de ser difícil colocar os quatro times mineiros na próxima fase, tudo é possível e a presença dependerá, naturalmente, dos resultados das próprias equipes quanto de seus adversários. "Dificilmente isso acontecerá, mas só dos quatro times de Minas estarem brigando diretamente pela classificação, já é um bom sinal e mostra o poder da modalidade por aqui. Temos que fazer nossa parte e contar com tropeços de algumas equipes. Dependeremos de uma combinação de resultados", indica Alessandro Fadul, técnico da UFJF.

Em oitavo lugar, o Montes Claros está a apenas três pontos a frente da UFJF, que vive seu melhor momento na competição. O time de Juiz de Fora aproveitou a parada de Carnaval para fazer dois amistosos contra o Unincor-Três Corações, dentro de casa. O saldo de duas vitórias aumentou a confiança da equipe do técnico Alessandro Fadul, que soma três vitórias nos últimos jogos pela Superliga, um deles sobre o vice-líder Taubaté-Funvic-SP. Se chegar aos playoffs, a equipe confirmará uma classificação inédita, alcançando o objetivo inicial do grupo.

De volta. Após a parada para a folia, a Superliga será retomada no próximo sábado, com todos os times em quadra. A UFJF terá um confronto direto contra Maringá, fora de casa, antes de pegar o penúltimo colocado São Bernardo Vôlei-SP. "Este primeiro jogo será muito importante e uma vitória nos dá uma condição favorável. Mas acredito que tudo será definido mesmo na última rodada. Essas vitórias nos dão confiança e motivação. É importante manter a boa fase para confirmarmos nossos objetivos", alerta Fadul. Pontuar no Sul do país pode ser um fator decisivo para a classificação.

Já o Montes Claros terá tarefas mais complicadas ao enfrentar os já classificados Minas e Vôlei Brasil-Kirin-SP, ambos dentro de casa. O Sada Cruzeiro, líder absoluto, não pode mais ser alcançado por nenhum adversário na ponta da tabela, enquanto a equipe de Lourdes, em quinto, quer terminar a fase de classificação entre os quatro primeiros, para ter vantagem no mando de campo na fase seguinte. Na Superliga feminina, que conta com apenas dois times mineiros, Dentil-Praia Clube, de Uberlândia e Minas também já estão classificados para a próxima fase.

Confira a campanha dos times mineiros nas últimas temporadas da Superliga masculina

2013/2014 - Quatro times mineiros participando, Sada e Minas se classificaram. MOC e UFJF fora. 2012/2013 - Três times mineiros participando, Sada e Minas se classificaram. UFJF fora. 2011/2012 - Quatro times mineiros participando, Sada e Minas se classificaram. MOC e UFJF fora. 2010/2011 - Três times mineiros participando, Sada, Minas e MOC se classificaram. 2009/2010 - Três times mineiros participando, Sada, Minas e MOC se classificaram.