Para jogadores, time não sentirá desfalques na estreia da Libertadores

Atletas atleticanos exaltaram força do elenco e não querem lamentação antes de confronto importante

iG Minas Gerais | Diego Costa |

ESPORTES - CONFINS - MG . LIBERTADORES DA AMERICA . 
CLUBE ATLETICO MINEIRO EMBARCA PARA O CHILE E ENFRENTARA O COLO COLO NO PRIMEIRO JOGO DA LIBERTADORES . 
FOTO: MOISES SILVA / O TEMPO
MOISES SILVA / O TEMPO
ESPORTES - CONFINS - MG . LIBERTADORES DA AMERICA . CLUBE ATLETICO MINEIRO EMBARCA PARA O CHILE E ENFRENTARA O COLO COLO NO PRIMEIRO JOGO DA LIBERTADORES . FOTO: MOISES SILVA / O TEMPO

O Atlético já está no Chile, onde vai encarar o Colo-Colo, nesta quarta-feira, na estreia pela Copa Libertadores. Durante o embarque nessa segunda, os jogadores voltaram a ressaltam a força do elenco, ao comentar as ausências para o duelo com os chilenos.

Sem Lucas Pratto, Marcos Rocha e Carlos, o goleiro Victor entende que o momento é de dar moral aos que serão escalados por Levir Culpi.

"A gente não pode ficar lamentando. Nem temos tempo para isso. A nossa obrigação é dar apoio para aqueles que vão entrar, dar apoio também para os que ficaram contundidos. Mas, acima de tudo, dar confiança aos substitutos dos nossos jogadores lesionados", disse o arqueiro alvinegro.

O atacante Jô, que substituir o argentino Pratto, lamentou os desfalques, mas exaltou a força do grupo.

"Preocupa. São jogadores de qualidade. Infelizmente por contusões. O Marcos Rocha e o Pratto vinham jogando, mas acho que a gente tem um elenco bom para suprir essas ausências", afirma.

O discurso é semelhante ao adotado pelo meia Maicosuel, outro 'beneficiado' com a lesão do jovem Carlos.

"A gente sabe da qualidade que os jogadores têm. Mas o mais importante é a qualidade que o grupo tem. São perdas que, tanto o Marcos como o Pratto, são grandes jogadores. Esperamos que quem entrar dê conta do recado, pois o grupo é forte", destaca o meia.

Um dos principais nomes do elenco, o argentino Dátolo espera que os substitutos aproveitem a oportunidade em campo.

"É obvio que são jogadores importantes (que não viajaram), mas vamos torcer para os caras que vão entrar, para quem entrem bem, e seja tudo mais fácil", completou.

Na noite desta terça, às 19h, os atletas fazem o último treino antes da partida com os chilenos. A atividade será no estádio Monunental David Arellano.  

Leia tudo sobre: atléticovictormaicosueldátololibertadorescolo colochilelesionadosdesfalques