Parceiros que fazem diferença

iG Minas Gerais |

Novinho em folha. Prefeitura da cidade cedeu terreno ao clube para construção do novo CT do Leão
douglas magno
Novinho em folha. Prefeitura da cidade cedeu terreno ao clube para construção do novo CT do Leão

Para manter o clube em atividade, o presidente do Villa Nova, Aécio Prates, destacou que o alvirrubro conta com a ajuda da Prefeitura de Nova Lima, que por meio de uma lei municipal, libera uma verba de subvenção anual. Em 2013, o clube recebeu R$ 800 mil do poder público. O valor para essa temporada não foi divulgado. “A prefeitura é uma grande apoiadora nossa. Esse recurso é destinado para as nossas categorias de base”, ressaltou o dirigente do Leão do Bonfim.

A Prefeitura de Nova Lima ainda auxilia o Villa Nova com o custeio da manutenção do estádio Castor Cifuentes. Além disso, recentemente cedeu um terreno que vai servir como centro de treinamento, no bairro Honório Bicalho.

Entretanto, o novo CT não pertence ao Villa Nova e foi planejado pela prefeitura municipal para o desenvolvimento das categorias de base da cidade de Nova Lima. “Nossa intenção é aproveitar esse centro de treinamento para desenvolver melhor a nossa categoria de base, que, hoje, é uma das nossas principais fontes de renda”, afirmou Aécio Prates.

ANGLOGOLD. O presidente do Villa Nova também destacou que já procurou a AngloGold Ashanti, uma das principais mineradoras da cidade e que tem uma história com o clube desde a sua fundação, para tentar captar recursos.

“Estive na empresa e mandei um projeto de patrocínio, mas, infelizmente, não fomos felizes em nosso objetivo. A AngloGold tem um trabalho social em Nova Lima e a gente conta com a ajuda deles, mas, devido ao momento do clube, acaba existindo uma desconfiança”, declarou o dirigente do Leão do Bonfim. (AA/DC)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave