Bom retrospecto em estreias pela Libertadores anima atacante Jô

Centroavante marcou os gols do Atlético nas duas primeiras partidas da equipe alvinegra na competição continental de 2013 e 2014

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Jô terá mais uma oportunidade de balançar as redes e dar fim a incômodo jejum de gols
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Jô terá mais uma oportunidade de balançar as redes e dar fim a incômodo jejum de gols

A fase do atacante Jô não anda nada boa. Desde abril do ano passado, ele não sabe o que é balançar as redes. Mas as coisas podem clarear com o início da Copa Libertadores. Além de ostentar a marca de artilheiro da competição em 2013 - ano da conquista alvinegra-, o centroavante ainda tem outro fator que o motiva para o jogo contra o Colo-Colo: nas duas últimas participações do Galo na disputa continental, ele foi o autor dos dois primeiros gols nas partidas de estreia.

Em 2013, contra o São Paulo, Jô abriu o caminho para vitória sobre o São Paulo, por 2 a 1, na Arena Independência. No ano passado, foi dele o gol da vitória sobre o Zamora, na Venezuela, por 1 a 0.

Com a lesão de Lucas Pratto, que sofreu um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda, Jô será o titular nesta quarta-feira, no Chile. E ele ressaltou que vai se apegar ao recente retrospecto positivo em estreias na Libertadores para voltar a fazer gols.

"Tomara, né. São retrospectos que a gente tem que se apegar. São coisas boas, positivas que a gente tem que se agarrar nisso, voltar a fazer gols e fazer uma grande partida", afirma o atleta.

A própria competição continental já motiva o centroavante. Em duas participações com a camisa do Galo, ele marcou 11 gols.

"Uma competição diferente, que a gente conhece muito bem. Tive a felicidade de ser artilheiro uma vez. Espero que eu possa voltar a fazer gols em Libertadores, que uma competição muito boa", comenta Jô. 

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocopa libertadoresestreiacolo colo