Polícia prende um suspeito de tiroteio em Paraty e procura outros dois

Quatro dos nove atingidos ainda estão internados, dois dos suspeitos fugiram do local usando um barco

iG Minas Gerais | Folhapress |

Policiais militares e civis de Paraty, na costa sul fluminense, prenderam, na noite deste domingo, um dos suspeitos de envolvimento no tiroteio durante um bloco de Carnaval, no centro histórico do município, na madrugada de sábado para domingo. Outros dois suspeitos estão sendo procurados. A troca de tiros deixou uma pessoa morta e outras nove feridas.

De acordo com o delegado Bruno Gilaberte, responsável pela investigação do caso, o jovem morto, identificado como Emerson de Jesus, 21, seria traficante, assim como os outros envolvidos no tiroteio.

Segundo Gilaberte, o suspeito preso, Miguel da Conceição Oliveira, 20, confessou ter atirado contra o Emerson, que morreu durante uma cirurgia para conter a hemorragia provocada pelos cinco tiros no tórax.

"Em depoimento, o Miguel disse que estava com um amigo, chamado Denílson, que portava uma arma. Quando o Emerson mostrou uma arma que portava por debaixo da blusa o intimidando, o Miguel pediu a arma ao amigo e atirou contra o Emerson", relatou Gilaberte.

Um outro homem que acompanhava a vítima teria, então, sacado a arma que portava e atirado na direção de Oliveira, ferindo outras nove pessoas.

Oliveira e Denílson Silva Conceição, 19, que está sendo procurado, fugiram com o uso de um barco. O outro atirador, que não teve seu nome revelado, fugiu a pé.

De acordo com a Prefeitura, dos nove baleados, somente quatro continuam internados -nenhum em estado grave.

A Prefeitura de Paraty realizou uma reunião com os coordenadores de blocos e ficou acertado que nos próximos dias de Carnaval as festas de rua terão que terminar até a 1h da manhã.

O enterro de Emerson está previsto para o final da tarde desta segunda-feira (16).

De acordo com o delegado, nenhum dos envolvidos constituiu advogado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave