O primeiro Carnaval de Pernambuco sem Eduardo Campos

Mascarados lotam ruas de bezerros; filho de Eduardo Campos recebe homenagem e fala que pai era carnavalesco

iG Minas Gerais | ALINE DINIZ |

Papangu arrasta foliões pelas ruas de Bezerros
web repórter/ Aline Diniz
Papangu arrasta foliões pelas ruas de Bezerros

O bloco do Papangu lotou as ruas de Bezerros com cerca de 300 mil pessoas em Pernambuco, com foliões fantasiados dos pés a cabeças nesse domingo (15). A tradição começou no século XIX quando homens resolveram brincar o Carnaval modificando a voz e mantendo os rostos escondidos. Na festa, era servido angu, por isso o nome Papangu.

O filho de Eduardo Campos, Pedro Campos, recebeu uma obra de arte em forma de papangu em homenagem ao pai. Imagens do rosto do ex-governador também estava espalhadas pela festa.

Alaide Maria dos Santos, 77, e Maria de Lurdes Bezerra, 72, são moradoras de Bezerros e não deixam de participar do bloco Papangu. "A gente brinca muito, é maravilhoso", disseram as mulheres que fazem parte do grupo Juventude Acumulada.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), esteve em Bezerros e afirmou que o sucesso da folia tem relação com a organização. "Mostra planejamento. É um desafio aumentar a capacidade, é preciso um trabalho de infraestrutura", disse o governador. O político acrescentou que Pernambuco mostra ao Brasil como se faz um Carnaval em paz e alegre.

Pedro Campos, de 18 anos, filho do ex-governador Eduardo Campos, esteve no evento. Ele disse à reportagem que a família está grata com as homenagens em nome do pai no Carnaval. "Meu pai como todo bom pernambucano era carnavalesco. Pernambuco tem muito essa cultura do Carnaval e é uma festa muito plural. Há espaço para irreverência e homenagem. Ajuda a família e são merecidas porque meu pai fez muito por Pernambuco e pelo Carnaval", relatou.

Concurso

A prefeitura realizou um concurso dos papaguear em seis categorias : tradicional, tradicional estilizado, dupla tradicional, dupla estilizada, grupo tradicional, grupo estilizado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave